domingo, 7 de abril de 2013

O alargamento

Para quem acompanha o blog sabe que eu sempre fui a favor do alargamento, o SCP já antes tinha sido contra e agora continua a ser, mas eu também continua com a minha convicção e concordo com o alargamento ontem aprovado pela liga de clubes.
O que não concordo é com a forma que foi feito. O Boavista nunca podia voltar à primeira liga, é um clube corrupto, toda agente sabe que o é, devia ter tido companhia de mais clubes quando desceu de divisão e só no pais em que vivemos é que isto podia ter este desfecho.
Mas o alargamento para mim sempre foi necessário, não podíamos ter a meu ver uma competição "profissional" com paragens no campeonato como tínhamos actualmente, não podíamos ter clubes que não pagam ordenados com 2 jogos por mês mas que têm que pagar o mês todo aos jogadores. O nível das equipas vai baixar? Tenho sérias duvidas que tal aconteça equipas que sobem de divisão estão pelo menos ao nível das equipas que descem e vamos ver isso na liguilha.
Não quero ter a teoria da conspiração mas parece-me que isto não passou de uma jogada do presidente da liga que após ver a sua proposta chumbada no ano passado, vê esta oportunidade com o Boavista de conseguir o que pretendia, ainda para mais quando o Boavista tem que cumprir os requisitos financeiros algo que poderá ainda vir a dar mais uma caldeirada à portuguesa.
Saudações Leoninas

17 comentários:

disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
anonymus disse...



LR,

Não estou de acordo com o alargamento da Liga.

Devia-se sim, era diminuir a actual Liga para 12 clubes.

Para se ter um campeonato competitivo, devia de haver uma Liga com apenas 12 clubes e disputada em 2 fases.

Na 1ª. frase, seriam disputados 22 jogos para se conhecer os 6 primeiros clubes que iriam disputar a 2ª. fase e que fariam mais 10 jogos.

Ao fim desta última fase, ficar-se-ia a conhecer o campeão e os clubes que iriam disputar as provas europeias.

Os outros 6 clubes seguintes, a partir do 7º. classificado até ao 12º., iriam também disputar mais 10 jogos entre eles, para se conhecer, quais iriam descer de divisão.

No final da prova todos os 12 clubes teriam disputado 32 jogos cada um, apenas só mais 2 jogos que o calendário actual.

De certeza que no final da época, se teria um campeonato muito mais disputado, com mais espetadores e com maiores receitas.


Mike Portugal disse...

Anonymous,

Eu também concordo com a tua ideia, o problema é que os clubes pequenos nunca aceitariam isso, pois estarias a mandar muitos deles para a 2ª liga onde se ganha muito pouco.

anonymus disse...



Mike,

Não iam muitos.Iam apenas os que vão actualmente.

Com o campeonato de 12 clubes, disputado daquela forma, de certeza que haveriam maiores receitas, pois o interesse seria muito maior.Por exemplo, o Sporting disputaria durante a época 4 jogos contra cada um dos seus principais rivais.

O FPF poderia fazer, por uma questão de solidariedade, retirar uma percentagem (ex:10%) de cada jogo disputado na 2ª. fase pelo grupo dos 6 primeiros clubes que dava direito ao título e no final do campeonato, distribuiria em partes iguais pelos outros 6 clubes, para os compensar de receitas menores.

É a minha ideia...


Carlsberg disse...

Boas tardes,

Anoymous apesar de ser uma ideia bastante interessante, eu não estou completamente de acordo com ela, por uma simples razão:

O campeonato é uma maratona de regularidade, e é o mais regular que pontua mais que será o campeão!

Ora veja-se o SCP, que este ano não merece mesmo nada ser campeão, conseguiria ao fim das 22 jornadas chegar ao 6º lugar e depois nas restantes 10 jornadas, que volta tudo a zero, tem uma excelente prestação e seria campeão!! Acho isso extremamente injusto.

Mas atenção não deixa de ser uma ideia bastante interessante e não tenho duvidas que em termos de receitas era bastante melhor do que o que existe agora!

Agora em relação ao alargamento, dizem que é mais caro para os clubes, e isso eu apenas consigo entender, pelo facto de haver mais 2 deslocações e 2 jogos em casa que têm custos com a logística, porque os jogadores recebem ao mês, não ao jogo!!

Podemos é dizer que para muitos clubes é mais 4 jogos com 220 espectadores em campo, isso sim é verdade!! Mas temos de ver porque isso acontece!!

Há poucos espectadores, em campo nos jogos entre "pequenos", porque estes jogos têm muito pouca qualidade. E têm pouca qualidade porque não há dinheiro nenhum!!

Ora onde pode um clube pequeno ir buscar dinheiro? Ás publicidades e ás transmissões.... as publicidades para os clubes pequenos dão muito pouco, pois estes clubes não têm visibilidade nenhuma, e as transmissões os 3 grandes, comem o bolo quase todo, e os pequenos restam-se com as migalhas!!

Então como mudamos isso tudo, antes de pensarmos em alargamento?

Primeiro, temos de tornar os pequenos mais competitivos.... e para isso temos que dividir o dinheiro das transmissões, e fazer como se faz em Inglaterra e Espanha!

A liga vende os direitos de transmissão. Divide metade pelos clubes todos, e depois a outra metade é dividido pelo rácio de share e resultados desportivos!!

Enquanto não mudarmos isto, com alargamento, ou diminuição de equipas, vai continuar a haver problemas, porque as fatias maiores de dinheiro, vão sempre para os 3 grandes!!

SL

Sporting1966 disse...

Boa ideia a do Sr. anonymous, mas por exemplo, imagine que o Sporting chega em primeiro na 1°fase com X pontos e o paços de ferreira chega ao 6°lugar com Z pontos... Na 2°fase os pontos continuariam os mesmos ou voltava tudo ao incio, com pontos = 0?

leao revisor disse...

Na Russia penso que existe algo parecido com o que foi sugerido.

Ronaldo disse...

Na Belgica idem

Riga/V-1-Boy disse...

existe na belgica, onde partem com metade dos pontos da 1º fase

existe na holanda para as competiçoes europeias

existe na escocia, mas apenas com 5 jornadas ja que sao 12 equipas a 3 voltas


na alemanha existe um playoff/playout entre o 16º e o 3º da segunda divisao

na russia apenas existiu um playoff com 14 jornadas o ano passado, porque o ano passado quiseram uniformizar o calendario russo com o resto dos calendarios principais da europa( dantes o campeonato começava em março e acabavam em novembro, o que lixava as equipas russas que passavam a segunda fase das competiçoes europeias e este ano ja começou em julho/agosto do ano passado e vai acabar como todos os outros campeonatos em maio)

anonymus disse...



Para terminar a minha reflexão, para mim, tanto se poderia dividir os pontos da 1ª.fase por 2, como cada clube guardava os pontos conquistados, para disputar a 2ª. fase.

Isso seria fácil de resolver.A Liga só teria que submeter a proposição a votos e ganharia a maioria.

Aliás, esta não é uma ideia original minha, pois já foi mais ou menos aplicada noutras modalidades.

Jalex disse...

Concordo com o ponto de vista do revisor neste assunto.

leao revisor disse...

A minha ideia será que nao pode haver fins de semana sem jogos. Tem de haver sempre competição. Competitividade nao existe em Espanha, real e barca ganham facilmente a 80% das equipas por isso nao me parece que o argumento da competitividade seja o melhor.

Veremos o que a fpf faz

johnC disse...

Eu pergunto, porque não um campeonato com apenas 3 equipas e 300 voltas? Assim teríamos a salvação do futebol português! Quando é que percebem que isto nada tem a ver com o numero de equipas mas sim com outras questões bem mais sérias que esta??? Esta questão é apenas uma questão de lobbies instalados, num ano tiram-se duas equipas, x anos depois metem-se mais duas porque o modelo não resultou, ainda por cima mudaram-se as pessoas e essas mesmas têm, obrigatoriamente, que prestar vassalagem a quem lá os meteu e assim vamos nós pelas margens do problema...
Não se resolve nada com subtracção ou adição... talvez com uma integração ou uma derivação se chegasse às constantes necessárias para a resolução do problema, mas isto não é matemática!

tiscp disse...

Também concordo com o LR neste assunto.

Não podem existir tantos fds sem jogos ao longo da época.

Parece-me que o problema da falta de gente nalguns jogos não deriva da falta de qualidade, mas sim da falta de interesse das pessoas pelo futebol extra 3 grandes + Braga e Guimarães, mas ai existem variadíssimas razões.

Concordo com este alargamento, mas a liga tem de resolver de uma vez por todas a questão dos ordenados em atraso, o que quer se queira ou não desvirtua e descredibiliza o campeonato.
E já era tempo de tentar resolver de uma vez por todas a questão dos direitos televisivos e consequente financiamento dos clube, porque enquanto continuar a disparidade existente entre os grandes e os pequenos, vai ser muito difícil conseguir um campeonato sustentável.

Morais disse...

Eu concordo igualmente com o alargamento. Julgo ser bom para uma maior representação geográfica, o que dinamiza a competição, mas isto é apenas um argumento adicional ao que já foi dito. Sempre fui contra a redução do número de equipas.

Por outro lado, se se pretendem mais jogos, isso poderia ser conseguido via duas mãos nas eliminatórias avançadas da Taça de Portugal. Preferiram, alguns génios da gestão desportiva nacional, criar a Taça da Liga: os resultados estão à vista.

johnC disse...

Mais um dia, mais uma vergonha do grupo Cofina! Inacreditável, os palhaços que tomam conta deste lixo da CS nunca me param de surpreender... se bem que o truque é o mesmo de sempre: lançam no CM uma noticia falsa e sensacionalista, depois fazem chamada desse lixo jornalístico para o Record e em seguida metem o Rascord a basear-se nesse lixo para criar mais lixo. Muito bom trabalho do Grupo Cofina, sempre em grande...

wahyud disse...

thanks for interesting post... i really enjoy to visit this site :)
please, visit my web:
cara pemesanan ace maxs