quinta-feira, 11 de junho de 2015

O Exemplo da Argélia

No meio desta confusão toda, aproveito este momento de "paz" para escrever sobre o "maravilhoso" campeonato Argelino.
Para quem acompanha o blog, saberá que prefiro muito mais um tipo de futebol cauteloso, sem romantismo, sem que a equipa ao atacar fique desequilibrada na sua defesa, sabendo que é muito menos espectacular, chamado "resultadista".
Não é segredo para ninguém, que no tempo do Peseiro ia com um comprimido debaixo da língua para os jogos tal era o estado de nervos que aquele futebol me colocava.
O campeonato Argelino é o exemplo perfeito daquilo que defendo faz tempo, sei perfeitamente que esse campeonato é fraco, mas dá-nos alguns indicadores. O MC El Eulma foi a equipa que mais golos marcou no campeonato (40) e mesmo assim desceu de divisão, por outro lado o MC Oran foi a equipa com menos golos marcados (19) e conseguiu classificar-se para as competições africanas ficando em 3º lugar do campeonato. Para isso acontecer obviamente teve que ser igualmente a melhor defesa do campeonato com os mesmo 19 golos sofridos, ou seja uma diferença de golos marcados e sofridos de 0.
Voltando para a nossa realidade, aquilo que mais me entusiasma na chegada de JJ é precisamente o processo defensivo rigoroso que as equipas treinadas por ele têm. Num campeonato como o nosso, as equipas grandes se defenderem bem e não sofreram na esmagadora maioria das vezes ganham os seus jogos porque com maior ou menos dificuldade fazem um golo, isto para não falar na importância que é no futebol moderno sair na frente do marcador.
Nesse sentido Jefferson que se cuide, já que é de longe o nosso defesa que mais erros infantis comete.
Saudações Leoninas

19 comentários:

Pedro disse...

Não deixo de concordar. No entanto, não esquecer que, nesta epoca que passou, os empates a zero em alvalade foram desesperantes e que as equipas de jesus habitualmente marcam bastantes golos (felizmente!).
Vamos ver...

Mike Portugal disse...

Pedro,

Uma das grandes razões para tantos empates foi também o facto da equipa atacar com poucos jogadores no seu processo ofensivo, pois ficavam sempre muitos para trás devido ao fraco posicionamento defensivo. Espero ver isso melhorado com o JJ.

Gordon Ramsay disse...

Então revisor, também vais testemunhar contra o Sporting?

Os teus amigos pedro, luís e guedes vão lá ver se afundam o barco antes de eles se afundarem

leao revisor disse...

Chef

Testemunhar contra?

Se dizer que se assinou um contrato de livre vontade é testemunhar contra... vou ali e já venho!

Para quem tem principios, respeitar contratos é um pilar básico...

Mas até podia vir o Papa testemunhar... ai esse também vai, mas pronto podia vir Jesus testemunhar, que BdC disse que tinha provas que nos dava garantias que não perdíamos este caso.

Por isso Chef, preocupa-te só se o bife fica bem passado que doa a quem Doyer, esta está no papo.

J.Heleno disse...

Revisor,

Conheces o contrato?
Sabes o que são contratos leoninos? Sabes o que são cláusulas abusivas, contrárias ao Direito?
Não quero com isto dizer que o SCP vai ganhar o processo, até porque não conheço o contrato em questão, mas não é pelo simples facto de haver um contrato assinado que este tem um valor absoluto, há imensos contratos que são considerados nulos.
Fora do âmbito do desporto, houvesse "tomates" para fazer o mesmo, por exemplo a nível das PPP...

leao revisor disse...

J. Heleno

Algumas considerações rápidas.

1- Quero que o SCP ganhe este processo, porque ter que pagar 13M mais juros não nos é favorável.

2- Infelizmente não acredito que aconteça.

3- O SCP apresentará os seus pontos de vista a Doyen idem, Juiz decidirá e estará decidido.

4- O que é uma clausula abusiva? Pagar 800 euros a um jogador e ele ter uma clausula de 45M é abusivo? E estou a perguntar não estou a querer qualquer tipo de conflito.

5- Quero tranquilidade até ao inicio de época, não pretendo entrar em confusões até lá.

J.Heleno disse...

Revisor,

Por exemplo o que referes é discutível, pode levantar questões de proporcionalidade, e tem de ser enquadrado à luz daquilo que é o "direito desportivo".

Também eu tenho muitas reservas quanto a este caso. No entanto, e fazendo fé naquilo que tem saído para a imprensa relativamente ao pedido da Doyen, o pior que pode acontecer é termos de pagar a diferença com juros...é um daqueles casos em que muito provavelmente compensa correr o risco, sem prejuízo de haver razoabilidade para ponderar um acordo que reparte o risco da acçao pela duas partes.

MH disse...

Revisor,

Para ti é normal um ex-dirigente, sócio ou adepto testemunhar contra o Sporting Clube de Portugal?

Não tens moral para falar do Sporting Clube de Portugal.

leao revisor disse...

MH

1- Não me dás lições de sportinguismo

2- Acho normal que as pessoas implicadas digam como foi feito o negócio e que ninguém foi obrigado a assinar nada.

3- Não sei o que temes, o presidente já disse que ganhávamos o processo

Paulo Ravasqueira disse...

As pessoas vão testemunhar para mostrar que a Doyen é cumpridora e dar exemplos passados. Não percebo surpresa dos sportinguistas neste processo e com a lista de pessoas que fazem parte. O presidente terá tudo pensado, caso contrário estamos lixados. SL

João Pedro disse...

"Acho normal que as pessoas implicadas digam como foi feito o negócio..."

Não é "como foi feito", é antes como as pessoas implicadas o fizeram, sim porque foram eles (Godinho e Guedes) os principais responsáveis por esse negócio.

A questão nem é tanto ser normal ou deixar de ser, a questão é perceber o que tinham no horizonte ao fazerem o negócio nos moldes que fizeram e o porquê de estarem agora a tomar a posição de uma entidade que está contra o Sporting. Por outras palavras, um ex-Presidente e um ex-responsável pela área financeira do Sporting fazem um contrato entre o Sporting e outra entidade, essa entidade vê o beneficio que tinha em risco de não ser satisfeito, o Godinho e o Guedes põe-se ao lado dessa mesma entidade. Será difícil perceber porquê? E isto uns dias depois de se terem posto a discorrer sobre (falsas) moralidades.

Paulo Ravasqueira disse...

Só mais uma coisa, não sou brunista nem croquete. Sou do Sporting, e parece-me que muita gente se esqueceu disso.

leao revisor disse...

João Pedro

Se o presidente e o diretor financeiro não são os principais responsáveis pelos negócios num clube ou numa empresa quem será então?

Mas vamos lá nos entender e pelo menos ter uma estratégia conjunta para "atacar" a Doyen, o SCP rescindiu o contrato alegando justa causa porque?

João Pedro disse...

O revisor tem que ir à raiz da questão e saber primeiro o que é que os levou a fazerem o contrato nos termos que fizeram. Isso há-de ajudar a perceber porque é que estão a tomar a posição que tomam. Temos 2 hipóteses:

1) Na melhor, é simplesmente para criarem problemas a esta Direcção;

ou

2) Tem algum interesse mais directo num desfecho favorável à Doyen que é o mais certo.


Conclusões há uma: em qualquer dos casos estão contra o Sporting.

leao revisor disse...

João Pedro

Sabe que a Doyen faz este tipo de parcerias com imensos clubes e que a contratação do Rojo não foi a única desse fundo?

É que quem lê o que escreve ou acha isso ou mais uma vez conhece muito pouco do assunto.

João Pedro disse...

Não vejo mesmo o que é que interessa para o caso as parcerias que a Doyen faz com outros clubes.

O que eu sei do assunto é que:

1) O negócio foi da responsabilidade dos 2 mais altos dirigentes do Sporting;

2) O negócio foi feito em moldes que são desfavoráveis ao Sporting ou seja, pessoas que deviam ter defendido o interesse do Sporting conforme se propuseram quando tomaram posse, fizeram o contrário;

3) As mesmas pessoas que fizeram o contrato em representação do Sporting, estão hoje a tomar posição contra o Sporting.


Será que estamos a falar da mesma coisa ou não? É que nem sequer estamos a falar do fundamento para a rescisão porque isso é capaz de não lhe interessar.

leao revisor disse...

João Pedro

Só lhe fazendo um desenho conseguirei explicar-lhe melhor e esta é a minha ultima tentativa:

1- O actual presidente do SCP já deve ter feito mais de 100 contratos... todos eles da sua responsabilidade. Ou seja qualquer contrato é em ultimo caso da responsabilidade do presidente da altura.

2- É pura e simplesmente uma conclusão sua. Eu posso por exemplo dizer que esta direcção quando não accionou a clausula que permitia comprar mais 25% do Rojo por 1M (e não foi por falta de dinheiro porque passados 3 meses estávamos a gastar mais num jogador que só durou 6 meses, e outro que continua fugido) também não defendeu os interesses do SCP. Depois dos acontecimentos é fácil falar. Rojo só chegou ao SCP com a participação da Doyen!. Portanto, não me parece que contratar um titular da selecção Argentina seja, "não defender os interesses do SCP".

3- Outra conclusão que você tira, para mim não vão tomar posição contra o SCP, vão dizer a verdade sobre um contrato realizado de boa fé entre ambos. Se isto é ir contra quem "rasga contratos" é outro problema.

4- Se houver ilegalidades no contrato que as mostrem. Se a Doyen obrigou o jogador a sair que provem. Se a Doyen interferiu em algo que não podia, novamente que provem. Tudo o resto é conversa de quem anda nisto pelo que vai ouvindo.

5- Pouca gente fala, mas quando o SCP "rasgou" o contrato do Rojo, "rasgou" igualmente o do Labyad e pelas noticias recentes volta a não reconhecer os 50% do Zahavi no passe do Carrilo.

João Pedro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
João Pedro disse...


O revisor está a tentar responsabilizar a actual Direcção e ao mesmo tempo desresponsabilizar a anterior por um negócio feito por esta e em moldes prejudiciais ao Sporting, é isso? Isto parece a esperteza macaca do costume.

O Rojo, independentemente do valor como jogador, também é bom que se diga que foi uma porta que alguém arranjou para a Doyen entrar no Sporting, aliás, escancarar o Sporting a gente desta parecia ser uma tendência e o revisor até teve a gentileza em mencionar mais exemplos.
Quando falar da Doyen, é bom que se lembre que está a falar de um fundo que nem sequer é claro por quem é que é detido o que aliás é esclarecedor acerca da idoneidade do mesmo, mais, até a FIFA que é um antro de corrupção se opôs à forma de actuação da Doyen.

Não estão contra o Sporting? Claro que não, vão testemunhar a favor da Doyen ao lado de PdC e alguém ligado ao benfica e não estão contra o Sporting. Mas será que o revisor acredita no que escreve? E se a ideia é convencer alguém disso, pode fazer os desenhos que bem lhe apetecer que mesmo assim não me parece que tenha muita sorte, quanto muito convence um amigo seu sem testa que anda ai pela bloga. Se quiser fazer um teste, pode sempre ir a uma AG e tentar passar essa ideia que depois logo vê a reacção.

Outra conclusão a que se pode chegar a partir dos comentários do revisor: esforça-se pelo menos em arranjar fundamentos favoráveis à Doyen e já que é assim podia ir lá testemunhar também a favor. Devem-se ter esquecido de o convocar.

E o que é que tem o Labyad a ver com isto? Acho que sei: Foi mais um negócio que escapa à lógica, semelhante a outros do legado do Godinho & Cia e que tanto contribuíram para o equilíbrio financeiro do Sporting.