segunda-feira, 18 de abril de 2011

Futebol Formação

Desde que foi inaugurada a Academia é bem provável que seja o 1º ano sem qualquer titulo para a nossa formação.
Nos juniores o FCP será campeão (precisam de 1 ponto em 3 jogos), nos juvenis a coisa não está famosa após as 3 primeiras jornadas mas nada está perdido e espero que as coisas possam melhorar e em iniciados a 3º fase ainda não começou mas é um titulo que já nos foge a algum tempo e onde terminamos a 1º fase atrás do SLB o que não abre boas perspectivas para a ultima fase.

Preocupante? Apenas um talvez!

Nunca olhei para o formação apenas verificando os resultados e os títulos obtidos, ter sucesso na formação é muito mais amplo e implica a evolução e valorização dos jovens jogadores e que esses mesmos jogadores tenham capacidade e qualidade para dar o salto para o futebol sénior e profissional.

Neste ultimo ponto não existe clube que se aproxime sequer ao SCP. Somos e continuaremos a ser o clube que mais jogadores lançará na equipa sénior.
Prova de que o trabalho não é assim tão mau como já foi colocado em causa por alguns, foi o convite para a equipa júnior do clube participar na primeira "liga dos campeões" do futebol jovem, algo que acontecerá já na próxima época.
Não foram os lampiões que gostam de ter o rei na barriga e dizer que são os maiores e estão em todo o lado, não foi o clube do norte que pensa que manda em tudo, fomos nós porque neste campo nem se discute quem é o melhor!

Sobre as razões deste aparente insucesso vejo duas:
- Primeira interna, o recrutamento já não é o que era e alguma das mudanças que podem e devem acontecer será nesse ponto. E não o são muito pela segunda razão que vou apontar.
- A segunda externa, FCP e SLB pela sua capacidade de investimento no futebol sénior dificilmente apostam num jovem que precisa de tempo e espaço para evoluir. Por isso a formação nestes dois clubes é em busca unicamente do resultado. E é na base desse resultado que procuram jogadores com rendimento imediato e com idades "pouco claras". Nós infelizmente, muito para não perder o comboio, estamos a ir nessa "onda".

Continuo a achar que a melhor forma de avaliar a formação é olhar para os resultados da equipa júnior de um clube (expoente máximo da formação) ver a sua classificação num determinado ano e depois ver quem dessa equipa está no futebol sénior.
Olhem para a equipa do FCP deste ano (que não conheço nenhum jogador) que vai ser campeã e daqui a 2/3 anos vejam quem desses está com alguma notoriedade no futebol sénior.

Por ultimo uma primeira analise à possível formação da equipa B. Esta equipa será muito importante na ligação Futebol Sénior - Futebol Formação mas terá que ter a paciência necessária de nós adeptos. Esta equipa não é pensada para obter resultados, é pensada para criar condições para que os jogadores estejam o mais preparados possível para jogar na equipa principal do clube que necessariamente nessa altura será mais curta.
Mas estaremos nós preparados para que os melhores juniores integrem já esta equipa sénior (como aconteceu com Custódio, Quaresma, Viana, Ronaldo) e que isso torne a equipa júnior mais frágil? Será que nós adeptos vamos perceber isso?

Saudações Leoninas

16 comentários:

Gonçalo Correia disse...

É um bom ponto para se reflectir. Eu, pessoalmente, estou ligeiramente preocupado, sim, com a formação. Mas não pela ausência de títulos. Como o leao revisor diz (e bem) o objectivo principal da formaçao do Sporting não é vencer títulos nas camadas jovens.

O problema, que me preocupa, na formação, é outro. Não se observam melhorias noutros pontos relativos á mesma. Sim, para que os jogadores cresçam em termos técnico-individuais, é necessário dar-lhes liberdade para procurarem os lances individuais. Mas fazê-lo sistematica, jogo após jogo, e basear a estratégia da equipa nisso... não me parece o ideal.

Talvez seja até por isso que formamos jogadores com tanto potencial para explorar em termos futuros, mas que têm de ser tão bem trabalhados para chegarem ao topo. Talvez seja por isso que a formação do Sporting tenha dado ao clube, individualmente, óptimos valores, mas o Sporting não ganhe títulos colectivos na sua equipa sénior de forma tão sistemática como desejado.

É, sim, preciso repensar um pouco as estratégias na formação. Não para formar melhores jogadores, nao para conquistar mais titulos nos jovens escaloes de futebol do Sporting, mas para que se almeje o sucesso colectivo da equipa sénior do clube.

Daniel disse...

Formamos muitos e bons jovens jogadores, mas não constatamos nenhuma rentabilização real, além de que muitos se têm tornado traidores e homens sem classe e personalidade.

O espírito Sportinguista, poderoso e aguerrido, deve ser transmitido diariamente aos jovens, doutrinando-os.

Pedro disse...

Que sorte, hoje ainda não fomos brindados com a propaganda do costume a dizer que o ROdriguez é o melhor central do mundo ao invés de Garay...

Santa demagogia bloguista. Andamos a pagar ao nosso clube para isto.

Pedro - Sporting sempre

leãozinho disse...

Talvez as coisas funcionem melhor em termos estruturais quando puserem à frente da Academia alguém que seja mesmo do Sporting e possamos assim, formar jogadores que não troquem o nosso clube pelos rivais.
Devo no entanto discordar que os títulos nas camadas jovens não são importantes. São e muito, ou devemos formar jogadores sem lhes incutir o espírito de vitória? É que depois sobem a seniores e se quiserem ganhar têm de ir para outros clubes.
Um dos erros ultimamente cometidos na Academia e para meu espanto vejo tanta gente dar isso de borla, como o autor deste post, é precisamente a sensação que dá de não serem importantes os títulos. Porque acham que nós adeptos do Sporting vamos ver os jogos das nossas camadas jovens? Estão esquecidos da quantidade de pessoas que foram ao nosso estádio ver as fases finais de juniores em que fomos campeões ainda muito recentemente?
Nunca se pode dissociar a formação de jogadores, sejam eles de que escalão forem, sem querer ganhar. Aos jogadores em crescimento tem de lhes ser incutida uma cultura de vitória, sob pena de chegarem a seniores e acharem normal não ganharem.

Daniel disse...

Caro Pedro, como acho que o Pedro é do SCP não vou entender o seu post como mais um ataque "aos nossos". O pedro não seria capaz disso pois os sportinguistas devem estar unidos, certo?

Por isso fico sem perceber o que quer dizer com isso... tem visto muitos jogos do garay?

Pedro disse...

Daniel,

Sim já vi. É um óptimo central. Talvez tenha razão e nas últimas semanas tenha ficado mau mas há uns meses era um óptimo central para o Sporting.
Precisamente para estarmos unidos é que acho que tem de acabar a demagogia barata ou de vão de escada praticada por demasiados. Não é com fabulas da raposa e das uvas que vamos lá.

É óbvio que é importante ganhar nas camadas jovens. Só assim podemos incutir o espirito de vitória nos nossos miudos. Também acho que a nossa diferença para o Porto nas camadas jovens não é tão gritante como o LR apregoa. Nós apenas somos obrigados a apostar nos jovens e eles não. Não é por os nossos serem extraordinários e os deles um nojo. Vierinha, paulo machado e bruno gama claramente tinham jogado na equipa principal de sporting. Parace-me claro que quem tem possibilidades de ir buscar lisandros, luchos, hulks e falcões não precisa de apostar em vieirinhas. Para nós não é opção. É uma necessidade. Alguns são bons e vão ficando podendo inclusivamente ganhar nome.
Por falar nisso, em vez de irem buscar o cepo do Hugo almeida (ou postiga 2 mas um bocadinho pior...) não abrem os olhos para verem que o bruno gama é um óptimo jogador?

Pedro - Sporting sempre

Rui disse...

Concordo com o leaozinho, nos juniors como nos séniors tem que ser sempre para ganhar. Nas camadas mais jovens não será tão importante, mas nos juniors sim, alguma pressão também os prepara para darem o salto para o mundo dos graudos.
A transição é ainda mais importante senão seremos sempre a equipa B do Porto e Benfica, formamos os jogadores, dámos alguma experiência de 1ª liga e de jogos internacionais e depois vão ganhar campeonatos para os outros (exemplos: Quaresma, Simão, Varela, C. Martins, etc).

SL

Rui disse...

Os contratos dos jogadores que se promovem a séniors também deveriam merecer melhor atenção, e já agora ainda que não encaixem à primeira na equipa principal sendo jogador de selecção Sub-20 e sub-21 (Caso de Varela p.e.) deveriam ser postos a rodar e até mesmo colocados noutros clubes mas em regime de co-propriedade com direito de recompra pré-estabelecido.

Rui disse...

O SCP orgulha-se da sua formação, e até de ser o único clube do mundo que formou dois dos melhores do mundo (FIGO e RONALDO), mas o que ganhou com isso? Prestígio da formação, OK, tá bem. Mas e títulos? Quantos títulos estes jogadores ajudaram o SCP a ganhar?
E por exemplo: Futre, Simão, Quaresma, Viana, Boa Morte, Moutinho, Miguel Veloso, Custódio, Beto, Varela, C. Martins, etc, etc, Assis?

vitor disse...

O Real Madrid está cada vez mais parecido com o Sporting e não é de hoje.

Desta feita foi o velho Di Stefano, com uma carreira de treinador cheia de sucessos, a querer ensinar a táctica a Mourinho?!

Por mais camuflado, com Valdano não fala desde o inicio da época. Estará a chegar ao fim da linha em Madrid, ainda antes de começar?

Tudo porque do outro lado está uma equipa catalã a evoluir há mais de 5 anos. Que o Mourinho teve oportunidade de despachar da Champions, na época passada, com os velhos do Inter! Será que telefonou antes ao Di Stefano?

É dificil entender a ideia de Mourinho, deixar a ilha e vir treinar para o sul da Europa?!

No Sporting é a mesma coisa, também é só palpites.

SL

Lionheart disse...

O Mourinho foi para um país em que só dois clubes podem ganhar o campeonato, em que quando um ganha é o maior do mundo, e o que perde entra em crise. Um país, tal como cá, onde impera a "ciganagem" no futebol, o racismo e a xenofobia nas bancadas e a corrupção nos bastidores. Não é por nada que está danadinho para regressar a Inglaterra, onde sempre foi respeitado, inclusive pelos adversários. Respeito que ele nunca teve em Itália e muito menos em Espanha, porque é português, não por ser polémico. Mas vai ter de esperar porque Sir Alex Ferguson não parece estar com pressa de se reformar (acredito que a sucessão está "tratada" e será Mourinho a substituir o escocês). Lá vai o Mourinho ter de levar com o Real Madrid (contra sua vontade...) mais um par de anos.

Jose Alvalade disse...

É obvio que a nossa formação foi exponenciada com a Academia Sporting/Puma. Se forem fazer a estatistica passámos a ganhar quase o dobro dos titulos. Este ano pode ser a excepção. O que temos de verificar; os dirigentes, é se isso é um mero acaso ou se será o principio do ocaso da formação.
Alguns quiseram enxovalhar a nossa formação; sportinguistas, há não muito tempo. Depois deram o dito por não dito...
Não posso opinar com toda a propriedade porque não acompanho a formação de perto.

Bruno disse...

Desculpem o off topic mas gostava de fazer uma pergunta ao vitor já há algum tempo (estava à espera de um post, mas como ainda não vi nenhum sobre o tema...).

Vitor, já o vi varias vezes falar do fair play financeiro e que será vantajoso para o sporting. Gostava que me explicasse em quê? Porque eu não vejo assim tantas vantagens.

Obrigado pela resposta.

Bruno

vitor disse...

Bom dia Bruno,

Qualquer tipo de fair play será sempre vantajoso para o Sporting. Ainda somos um clube de bem!

O financeiro não é mais do que uma tentativa de regular o futebol. Fazer com que os clubes passem a gastar só as receitas que obtêm. O que terá uma série de consequências. O exercicio de 2012 já conta.

Nenhum jogador vale 100 Milhões. O valor dos passes virá por aí abaixo. Nenhum clube pode gastar mais do que 50% dessas receitas com os ordenados dos jogadores, como fazem os nossos adversários.

O caminho passará a ser muito mais a formação. As mulinacionais do futebol tenderão a acabar. Assim como o peso que as receitas extraordinárias - que só escondem lavagens - assumem em alguns clubes.

Resumindo e concluindo nivelará por baixo os numeros do futebol, o que nos aproximará dos nossos adversários, dentro e fora de portas.

E para isso teremos sempre que dizer que a responsabilidade das receitas de qualquer clube é exclusivamente da massa adepta.

Clubes como o nosso, que conjunturalmente apresentam muitos adeptos só das vitórias não ficam bem em nenhum regime. Mas como disse, estou convencido que é algo conjuntural, acredito que vamos recuperar.

Bastava compreender o que se passou durante o ultimo mandato. Uma direcção eleita quase por unanimidade, que equilibrou a exploração inclusive e a quem correram com um treinador que vinha a ser fundamental. De lá para cá conhecemos todos o que se passou, infelizmente.

SL

Lionheart disse...

A compra do Liverpool pelos donos dos Red Sox e do Arsenal por Stan Kroenke, um empresário americano cujo negócio é gerir clubes profissionais, só foi possível porque o regulamento do "fair play" financeiro vai entrar em vigor brevemente. De outro modo não lhes interessava entrar no futebol europeu, porque o caminho que estava a ser seguido com os Abramovich no Chelsea ou fundos de investimento de países autoritários noutros clubes é tudo menos concorrência, é tudo menos maneira de gerir um negócio. Porque o negócio não é só um clube, é uma liga e a gestão profissional de uma modalidade. Tal como está o futebol mais parece um caso de polícia...

Jose Alvalade disse...

Lion,
Nos temos a mania que somos os mais avançados, mas neste aspecto os Estados Unidos dão-nos lições.
Basta ver as diversas ligas: Basquetebol, Futebol Americano, Hoquei, etc
Ali pratica-se o Fair-Play financeiro e não só.