domingo, 28 de novembro de 2010

Censura

Ontem durante o jogo não foi só dentro das 4 linhas que aconteceram coisas estranhas, fora das 4 linhas não foi diferente.

Tudo começou ainda antes do apito inicial do arbitro com o SCP a escolher atacar em 1º Lugar para a baliza Sul (o FCP começou com a bola por isso fomos nós que escolhemos o campo) contra a tradição do clube de atacar na 2º parte para o topo sul... Compreendi depois que tudo teria sido combinado com a direcção já que aquela chuva de maças podres não seria possível com o Rui na baliza e perderia o impacto se fosse realizada no inicio da 2º parte.
Até aqui tudo mais ou menos normal, topo sul repleto, não foi o melhor apoio vocal dos clássicos neste estádio durante a 1º Parte, mas o contexto também não ajuda e é compreensivel que assim seja. Na 2º Parte e após algumas tarjas que foram exibidas no intervalo pela claque o apoio não existiu, tendo sido retirada mesmo a faixa da melhor e mais antiga claque Portuguesa.

Sobre isto tenho que dizer o seguinte, não gosto de censura, provo-o neste blog juntamente com os restantes editores que existe espaço para todas as opiniões mesmo que sejam completamente opostas à minha e por isso não aceito nem admito que a direcção ache-se no direito de "filtrar" as mensagens que uma claque ou que um grupo de adeptos ou mesmo um adepto queira exibir para o publico, não é de hoje que tenho esta opinião, pensei o mesmo quando no tempo do FSF fizeram o mesmo tendo havido intervenção policial na altura.

As frases ao que se sabe, não continham nenhuma ofensa e mesmo que tivessem se fossem contra algum traidor ou contra um clube rival a direcção devia "fechar os olhos", a provocação faz parte do futebol aqui e em qualquer parte do mundo.

Depois assino por baixo, que todos (Presidente, Director, Treinador, Jogador) passam mas o clube fica sempre! O SCP como a Juve Leo são demasiadamente grandes para viverem ou "morrerem" por uma ou outra pessoa.

Tenho pena desta atitude da direcção sem qualquer justificação plausível a meu ver.

Saudações Leoninas

19 comentários:

miguel disse...

Também eu spou contra todo o tipo de censura.
Compreendo,no entanto,o cuidado com alguma situação que traga prejuízo ao clube.
Não conheço as surpresas que aguardavam o velhaco Moutinho,por isso não posso avaliar se a moderação forçada da actuiação das claques foi mais ou menos apropriada.

Contudo,sou também favorável a uma recepção fortemente penalizadora do energúmeno,dentro de certos limites.

Como digo,e o teor do post não ajuda a esclareder,não posso avaliar da justeza da decisão de anular as intenções da claque.

vitor disse...

Pois eu até posso compreender que alguns dos actuais dirigentes causem estranheza aos adeptos, porque a bem dizer não respeitam o adn habitual.

Era para mim claro que para o Sporting voltar a trilhar o caminho do sucesso muita coisa teria de mudar, bastaria para isso reter-me nas consequências da guerra civil durante toda a época passada também expressas na tabela classificativa.

Se para isso houver necessidade de abalar poderes instituidos, go Sporting! Ficaram incomodados com as tarjas!? Prossigam e debitem a multa das maçãs na conta da claque! Aproveitem e expulsem os das bolas de golfe! Força Sporting! S.L.

P.S. Quanto ao que dizia a tarja e o Revisor reproduz acho que todos concordamos, a questão é: o que é que isso tem a ver com o actual momento? Passam a vida a chamar anjinhos aos dirigentes e depois quando eles reajem porque se sentem ofendidos ao não ver o esforço do trabalho reconhecido causam estupefacção!? A mim haviam de chamar-me Ceausescu! E depois vejam lá quem tem dominado o futebol português. E se ontem não parecia que os jogadores vão para a guerra! Go Sporting! Vai ser preciso alterar muitos comportamentos! Sobretudo dizer quem manda...depois voltamos a ser todos bem educados...e democráticos.

vitor disse...

O Revisor achou por bem ressalvar as tarjas depois do clássico, a mim até porque passam a vida a chamar ao Costinha funcionário do FCP, pareceu-me que ninguém festejou o golo do Sporting no campo como o director de futebol!

Não tivesse Liedson um ataque de fair play quando viu Moutinho no chão, para depois o ignorar com Maicon e eu queria ver senão estávamos agora a festejar a vitória na batalha. Para mim ia praticar o fair play para casa. Força Sporting! S.L.

vitor disse...

No principio da época tive oportunidade de profetizar a revelação André Santos, assim que por imperativos de limitação do plantel e obrigações tácticas se libertasse da posição 6 para 8, como médio de transição. Modéstia á parte, fantástico como os desportivos dão conta disso hoje.

Continuo a acreditar ainda na explosão de Salomão na presente época, onde o Sporting está a construir um plantel fantástico, onde sobretudo começa a ser evidente uma nova atitude, mais guerreira, imprescindivel na conquista de titulos.

Atrevo-me a dizer que esta equipa não perdia a final da Uefa como veio a acontecer em Alvalade, provávelmente também não tinha lá chegado, por isso é que é preciso continuar a trabalhar, com o passado, no presente, para o futuro. A atitude é fundamental nas equipas campeãs!

Depois de todos os imponderáveis da época passada, de onde só será possivel evoluir retirando tudo o que de negativo ocorreu e que remeteu o ano transacto para o ano antes do ano 0 do actual mandato, considero que a actual direcção se conseguir inverter a situação e criar condições para sermos campeões efectivos durante o actual mandato terá todas as condições para prosseguir. Era imperativo que as conversas que versaram cepos e bilhares fossem contextualizadas no tempo porque sem sombra de duvidas depois da época passada era urgente arrumar a casa, sobretudo anular o boicote interno.

Para mim foi sempre entusiasmante saber que a actual direcção para além de se dedicar a tempo inteiro tem objectivos de prosseguir a liderança no tempo, o que obriga a uma responsabilização muito maior que as que antecederam e que só visaram uma passagem efémera.

Ainda a propósito das tarjas, porque considero que a direcção de JEB está a realizar um trabalho que possibilitará titulos a curto prazo, tão ou mais importante, de uma forma sustentada, ou seja, mais que um.

Pelo menos é nisso que acredito na actualidade e independentemente de não pensarmos todos da mesma maneira nunca vou conseguir perceber o lugar de quem mais não faz que prejudicar o Sporting diáriamente. Força Sporting! S.L.

vitor disse...

E é por esse caminho sustentado que não concordo com a censura de que fala o Revisor, podemos ter opiniões divergentes, o que não pode acontecer é ter havido uma a.g. há uns dias atrás e estar tudo bem e chegados a um dos principais desafios lembrarem-se de se manifestarem contra a direcção!?

Afinal de contas a função das claques é apoiar a equipa e não dar conta de estados de espirito em relação á direcção. S.L.

P.S. Claro que quando me referi ao boicote efectivo e sistemático não foi contra a claque, essa acusação visa unicamente grande parte da blogosfera leonina que não ponho duvida que foi constituida como oposição á direcção, a maior parte das vezes porque sim, o que diz bem dos seus intentos.

Camoesas disse...

Para além das faixas, ou tarjas, foi proibido qualquer tipo de coreografia, como é habitual haver num jogo destes, uma vergonha!!

...para quem queria tanta ligação com os adeptos é inaceitavel uma atitude destas, depois venham-se queixar dos adeptos! já os porcos entraram com tudo e mais alguma coisa!

Revisor só fazendo referência a um post anterior, a diferença de orçamentos noutou-se? pelo resultado pareciam orçamentos iguais...

Lionheart disse...

As tarjas são um fait-divers. Mais importante, e que penaliza mais o Sporting, é o individualismo de Vuckevic e de Liedson, e o Maniche, bem, sem palavras... Os jogadores têm de remar todos para o mesmo lado. Quem não o faz, borda fora! Se o Liedson está do lado Moutinho pois banco com ele, e ponham o Djaló ao lado do Postiga. Sempre teríamos uma frente de ataque mais possante e veloz e se for caso de o Djaló sair mesmo em Janeiro, jogando regularmente até lá valoriza-se e o Sporting ganha mais dinheiro com a transferência. Se esta época é acima de tudo de construção, pois que se limpe TODA a porcaria de vez e se jogue com quem quer que o Sporting ganhe. Não há nada mais desmoralizador para quem está na bancada que ver enterras no relvado a minar a equipa.

leao revisor disse...

Camoesas

Por isso é que existem os tomba-gigantes na taça... Orçamentos não se veêm num jogo, mas sim numa competição regular e longa como é o campeoanto por exemplo.

Esta é a minha opinião e é não é por ser teimoso mas dificilmente mudo de ideias em relação a isto.

Camoesas disse...

Ok eu percebo, não o disse em tom de picardia, disse porque acho que ficou mais que visto que o problema do Sporting não é o orçamento, mas sim a atitude ou falta dela.

Se tivessemos uma atitude destas em todos os jogos de certeza absoluta que não perdiamos com clubes que lutam para não descer ou pela uefa.

Acho que a regularidade passa por aí, neste momento o Sporting é um clube que enche o estádio só quando os "rivais" (não sei em quê porque não os incomodamos no que diz respeito a luta por titulos...é triste mas é a realidade!), só tem atitude quando os recebe e apenas se luta pela vitoria contra um desses adversários.

Os campeonatos nao têm sido decididos nos derbies ou clássicos, mas sim nos outros jogos, onde muitos pontos perdemos.

Falta união ao grupo, falta objectividade. Por este caminho iremos pelo destino do ano anterior, ou pior!

vitor disse...

Camoesas,
Claro que tem toda a razão, é aliás o que todos queremos e no que se está a trabalhar em Alvalade, acontece que não se consegue isso de um dia para o outro, por isso também é que o comentário do Lionheart faz todo o sentido e o post sentido nenhum.

Depois do jogo que todos vimos perder tempo a falar de tarjas é perfeitamente supérfluo e faz escapar o essencial, na inpossibilidade de descortinar a razão resta-me apoiar a credibilidade da direcção no trabalho que está a realizar, para além da incoerência da claque que apoiou quando não havia luz ao fundo do tunel, não quero agora descobrir uma concertação com alguma facção da oposição ou até um corte nalgum subsidio.

O esforço da direcção é construir um grupo de trabalho onde o colectivo se sobrepôe ao individual e onde os jogadores que o Lionheart referiu ficaram muito mal na fotografia, resta esperar pelas punições devidas e que finalmente vejamos em Alvalade uma equipa como todos desejamos.

E claro que o Revisor também tem razão, simplesmente nesta altura não é possivel um orçamento compativel com os adversários directos, vamos ter que crescer primeiro e não ponho duvida que é esse trablho que está a ser realizado no Sporting.

Ao fim e ao cabo queremos todos o mesmo e a maior parte das conversas são estéreis. Havemos de lá chegar, o clássico foi antes de mais sinal do trabalho do director de futebol, em suma de para onde caminhamos. Força Sporting! S.L.

Camoesas disse...

Vitor,

Isso que dizes é uma ilusão, nem todos querem isso, é perfeitamente visivel que nem todos caminhamos no mesmo sentido, há adeptos, dirigentes e o mais ridiculo, jogadores a não querer que o Sporting volte a ser o que foi durante decadas!

O maniche é um gajo muito pequeno, um porco, o porto era mesmo o sitio dele! fora com essa merda toda!

Insistem em querer o vukcevic no Sporting, erro terrivel, ficou provado este sabado!

vitor disse...

Lionheart,
Eu no campo só tinha visto a atitude do Liedson, há muito tempo a mais, vai ainda provocar mais dissabores, assim como o mesmo Vuc de sempre, no caso do montenegrino até penso que ainda pode vir a ser util mas enquanto não fizer o que o treinador pede puta que pariu, para além de que é reincidente, já o Maniche para além de sofrer do mesmo parece mais impossivel, no campo nem vi a agressão ao Moutinho, pelos vistos o árbitro também não, ainda bem.

É óbvio que estes 3 jogadores com as atitudes que teimam são pedras na engrenagem que se quer. Resta ao responsável máximo, o diretcor de futebol tomar as medidas adequadas, mais estranho que nem todos vejam a reestruturação que está a ser levada a cabo, da minha parte há muito que era imperativo este modelo, estou convencido que não vai haver retrocesso, o Sporting acabará por se afirmar como uma equipa vitoriosa, até á data este foi o jogo mais conseguido, há ainda muito a melhorar, mas o caminho faz-se caminhando, mesmo com claques pelo meio. Abraço. S.L.

Vamos claramente no bom caminho. Grande jogo!

vitor disse...

Camoesas,
Claro que concordo que há muita gente para deitar borda fora, o ano passado isso foi bem claro, a reestruturação é tão profunda que era inevitável, vou ser sincero, até eu duvidei das capacidades do director de futebol, sobretudo pela inexperiência, porque nunca duvidei que sabe o que é necessário. Quanto ao resto vamos estar cá os dois para ver. Abraço. S.L.

vitor disse...

Camoesas,
E sobretudo não percebo porque é que o jogo contra o Porto foi um oásis, porque é que não se repetirá mais vezes a mesma atitude, assegurará muitas vitórias, é a unica forma de crescermos, inclusive calar facções do boicote. S.L.

Camoesas disse...

Eu acredito que o trabalho do Bettencourt e Costinha está a ser feito no sentido de eliminar de uma vez por todas os cancros ou maças podres que ainda existem, para isso ainda faltará polga, maniche, djalo, liedson e vukcevic!

e depois trazer jogadores que tenham vontade e qualidade de envergar este clube!

Vai levar tempo, mas o tempo é sempre curto, é tudo para ontem!

vitor disse...

Até amanhã senhores, abandono mais cedo, vou sair direito á embaixada espanhola ver o Guardiola versus Mourinho no seio dos nuestros hermanos.

Pelo menos no discurso Mourinho devia aprender com a humildade do catalão, depois se calhar a estratégia não dava resultado, diz Pepe sobre José: "- digo sempre que ele é o melhor para José não ficar chateado."

Já em Londres profetizava o que as passagens por Milão e agora Madrid só vieram adensar, o fenómeno de popularidade, positiva e negativa, do treinador português está a fugir-lhe do controle, pelo que se avizinham tempos perigosos.

As minhas simpatias no jogo vão só para o Ronaldo e para o Carvalho. Como tal que ganhe o Real! De Mourinho que venham bons conselhos para Costinha. S.L.

Lionheart disse...

A culpa é dos adeptos, que aplaudem aquelas merdas que o Vuk faz. Admitia-se aquele tipo de "jogo" se o Sporting estivesse a ganhar e fosse preciso queimar tempo e baixar o ritmo do jogo. Agora com o clube a precisar de ganhar, em superioridade numérica mas com o porco remetido à defesa, é inadmissível. Eu não sei o que passa pela cabeça daqueles gajos, pá! Jogadores como o Vukcevic e o Maniche, que deviam ser "pais" para os "miúdos" e mostrar como se faz, são precisamente o contrário.

Camoesas, o Djaló foi o mais inconformado após a entrada na partida. Aquilo mexeu logo. Roubou bolas, sofreu faltas, só não teve remates e de resto ninguém teve. Outro que esteve impecável para além do Evaldo (excelente a defender) foi o João Pereira. Bem a defender e muito voluntarioso a atacar. Não merecia que o Vuk não jogasse com ele. Às tantas ele ficou de tal maneira impaciente que começou aos pulos e aos berros para os colegas acelerarem o jogo. Custa ver isto. Este tipo de jogadores não merecem que dois ou três ranhosos estraguem aquilo. E depois, claro, os jogadores começam a dar-se mal lá dentro...

jonas disse...

Vitor

Falavas do Costinha...

Eu não entro em ondas de conspirações ate porque essa é bastante rebuscada.

Contudo não tenho a memória curta e lembro me bem da atitude do actual director desportivo do nosso clube num clássico em Alvalade há uns anos após ter marcado um golo pela equipa adversária.

Também ai festejou efusivamente chegando mesmo ao insulto e dai nunca me ter esquecido desse seu festejo...

Quem não sente não é filho de boa gente,e eu acho que os dirigentes do Sporting certas situações não deviam tolerar nem deixar cair no esquecimento.

Pois parece que o Sportinguismo de alguns só existe quando convêm.

Se não toleram faltas de respeito dos adeptos,claques etc não percebo como estas situações que são tomadas de animo leve no Sporting.

Contudo (embora não esquecendo,pois há certas coisas que não se esquecem)desejava que Costinha tivesse o maior sucesso possível no Sporting pois o sucesso dele seria o sucesso do Sporting visto ele ser o responsável pela pasta do futebol esta época.

Costinha esta se a revelar um flop,e a grande responsabilidade da presente época é inteiramente sua.

Não sou fã desta moda de ex Jogadores tornarem se Directores Desportivos que são cargos que requerem experiência e uma certa sensibilidade para se mexer neste meio .No Sporting tem se provado ser um erro esta situaçao.

Eu tenho uma sugestão para o cargo(que já faz parte dos quadros do clube)mas deixarei esse tema para outra altura que venha a baila.

miguel disse...

Quanto a isso,tenho para mim que é errado excluir candidatos ao cargo pelo simples facto de ser ex-jogador.Considero mesmo que isso é factor preferêncial pela vivência do meio,sobetudo quando têm experiência do futebol internacional,como no presente caso.
Quanto ao Costinha,na minha modesta opinião,é cedo para balanços.
As boas estruturas levam tempo a afinar.
Cadelas apressadas parem cães cegos.