terça-feira, 12 de julho de 2011

Duarte Gomes, Tv´s, Extremo e nova época

Duarte Gomes assumiu que era benfiquista, algo que não me surpreende nem me preocupa, já que num pais onde 90% das pessoas são do SCP, SLB ou FCP e onde se diz que a grande maioria é do SLB pela lei das probabilidades é natural que a maioria dos árbitros sejam do SLB.
O que realmente me preocupa é a justificações para a expulsão do João Pereira em relação ao caso do argentino do FCP e da situação com o nosso ex- treinador Ricardo Peres.

Ora todos sabemos que injurias todos os árbitros recebem, a diferença é que só as "ouvem" quando são ditas por determinados clubes e isso sim ele NUNCA vai conseguir explicar. Mas o que mais me deixou de boca aberta foi ele ter dito que o SCP fazia muita pressão (dirigente, jogadores e publico) sobre os árbitros em Alvalade... para justificar a situação com o Ricardo Peres. Se nós fazemos pressão não sei o que se pode chamar ao que acontece na luz e no dragão. E termino com este capitulo fazendo chegar a alguma redacção de algum jornal que tenha a coragem de perguntar o real motivo daquela confusão em Alvalade, perguntem ao Duarte Gomes se não teve nada haver com um determinado par de "cornos"... e digamos que isso não se pode chamar fazer pressão!

As tv´s nacionais parecem não estar muito interessadas em transmitir jogos do SCP na Holanda. Tenho pena, porque gostava de assistir aos primeiros jogos do meu clube, mas talvez considerem que jogar contra amadores não é suficientemente atractivo para o publico. Apenas transmitir jogos contra um grupo de amigos de Friburgo já o é... E podem me vir falar de audiências... que o SCP nesse capitulo está muito bem colocado e por ai não existe argumento para não haver transmissão.

O SCP continua em busca de um Extremo para o plantel, muitos nomes têm circulado na imprensa, aquilo que acho é que tendo o SCP contratado jogadores em parceria com entidades externas quando a transferencia envolve valores elevados, o jogador tem que ter capacidade de se valorizar para depois dar rentabilidade financeira a quem investiu nele. Por isso existe um nome que por muito que me custe sai do lote de possibilidades

Lanço por ultimo uma primeira analise à nova época, sermos considerados um candidato fraco ao titulo ou com poucas possibilidades é algo que considero bastante favorável. Não se preocupem com a nossa equipa, deixem-nos trabalhar à vontade com um inicio de época com jogos com um grau de dificuldade médio-baixo considero que estão reunidas as condições para se atingir o que chamo de dinâmica de vitórias que empolga jogadores e adeptos e depois para nos agarrarem vão ter que correr muito!

Saudações Leoninas

25 comentários:

Leão das Ilhas disse...

Concordo que quanto menos falarem de nós melhor. Uma curiosidade...e que não será sacrilégio falar nisso neste blog, quanto já gastou os de carnide em reforços este defeso? Só vejo fulanos a chegar e todos por milhões, agora este belga por mais 8(1') milhões? quem faz aqui um apanhado do total? Para começar a corta na casaca dos colegas lampiões...

Riga/V-1-Boy disse...

leao das ilhas

a ultima comtabilidade que vi já ia em 14,25 milhoes se nao engano e isto sem contar ainda com o garay, porque onde vi só comtabilizavam apos ser oficialmente contratado

Ruben disse...

Preocupemo-nos connosco. Os gajos têm recebido muito dinheiro das últimas 4 transferências, sempre acima de 20/25 Milhões, acho eu.

Quero é um extremo e o Duarte Gomes em Alvalade. Nem sabe o que lhe espera. Aí sim, será pressão psicológica no máximo. Ainda por cima se ele lá for com o objectivo de nos tirar a 5ª ou 6ª vitória seguida!

Viva o Sporting!

vitor disse...

O dinheiro das transferências vai para os parceiros, como nós na actualidade, como nos outros.

Para além de financiamentos a pagar, têm ordenados de 200 Mil/Mês para pagar. O investimento só por si não assegura titulos!

Claro que o Benfica tem mais receitas, mas não asseguram de maneira nenhuma o que têm vindo a gastar. Sem Cunhas Leais e Ricardos Silvas, nem o treinador que tem um plasma para cada campeonato sul-americano lhes vale. Mas os batoteiros são os outros.

Nem JJ, nem Vieira tornam a ser campeões. Nesta altura o melhor que têm a fazer é assegurar o apartamento que o Vale e Azevedo vai largar em Londres. Quando sairem é que se vê o tamanho do buraco.

SL

vitor disse...

Com o que o Benfica tem vindo a gastar nas ultimas épocas, incrivel é ainda haver luta pelo titulo.

Apesar de ser uma área em que não nos devemos rir uns dos outros, se há gestão desportiva calamitosa em Portugal é a encarnada.

Mais tarde ou mais cedo alguém vai pagar a factura!

SL

Ruben disse...

Pois, o problema é que já se anda a dizer isso à muito tempo e eles acabam sempre por dar a volta e comprar jogadores de 8 milhões. Mas deixá-los andar, pode ser que o destino se encarregue de os fazer pagar a factura.

Já agora: por muito dinheiro que vá para os parceiros, também deixa uma coisa muito importante nos tempos que correm: confiança. Os investidores sabem que eles conseguem rentabilizar activos e gerar cash-flows, o que significa que estão dispostos a investir mais.

Daí a velha história: precisamos de ganhar, valorizar activos para entrar numa dinâmica de vitórias.

SL

joaquim agostinho disse...

A não transmissão de jogos do Sporting é grave, é uma perda para os adeptos mas sobretudo para os patrocinadores e isso vai - se refletir a médio prazo. O início da época em Alcochete foi ignorado pela Tvs, apenas a SIC deu uns segundos com a entrevista ao treinador. Tudo isto tem a ver com um passado recente de diminuição de peso em todas as áreas do Sporting, que pelos vistos ainda continua.

Ruben disse...

E vai continuar até que voltemos a ganhar. Os últimos 2 anos foram terríveis para a história do Sporting, mas principalmente para a imagem futura do clube.

Essa imagem tem que ser rectificada, já.

Pedro Filipe disse...

alguém sabe exactamente o que se passa com o João Gonçalves?

SPORTING 2011 disse...

Temos que ser realistas, se nos tempos aureos quando não ganhavamos no futebol, ganhavamos no atletismo, hoquei, ciclismo, andebol, basquetebol, voleibol...realizavamos acções de ginastica com milhares de atletas. Hoje se não ganhamos em futebol, resta-nos muito pouco.

Lapidámos o que de mais importante tinhamos, o nosso ecletismo.

E digo isto para que possamos refletir a quebra de importancia do nosso Clube nos orgãos de comunicação social. O Sporting não é hoje o Gigante do desporto europeu que já foi, e isso está a custar-nos muito caro.

Hoje somos por isso esquecidos, a culpa não é só dos dirigentes, é tambem nossa que demos de barato o ecletismo em troca de esporádicos resultados no futebol.

Para mim o futebol é sem duvida a mola impulsionadora mas o Sporting é mais que o futebol, para que se lembre o Sporting é o 2º Clube com mais resultados olimpicos da Europa.

É urgente repensar as modalidades, precisamos do nosso pavilhão mesmo que isso nos custe a compra de um ponta de lança. Temos que fazer parcerias com empresas que queiram associar o seu nome a verdadeiros projectos vencedores, no basquetebol, no andebol, no atletismo e até no ciclismo.

Nós somos diferentes, não deixem morrer o Sporting.

Ruben disse...

SPORTING 2011,

Estou de acordo contigo. Mas na minha opinião, o problema é a sustentabilidade de teres equipas de "atletismo, hoquei, ciclismo, andebol, basquetebol, voleibol" que ganhem, sempre!

E hoje em dia, num mundo cada vez mais competitivo, é dificil fazer mais por menos, i.e., contratar os grandes atletas por baixos custos.

Daí eu acho que as modalidades são importantes, mas não deve ser por isso que o clube perde "o que de mais importante tinhamos".

Basta ganhar o campeonato dois anos seguidos e acredita, o Sporting erguer-se-á.

SL

Ruben disse...

Quando falo do campeonato, falo do campeonato de futebol.

LEÃO PENSADOR disse...

Leão Revisor,

Fiz um post com um teor parecido. Queria falar sobre este tema, antecipaste-te...Fica aqui uma palavra.

http://conselholeonino.blogspot.com/2011/07/duarte-gomes-o-masculo.html

SPORTING 2011 disse...

O Ruben não sei que idade tens, mas se conhecesses o velhinho pavilhao de Alvalade com mais de 5.000 pessoas a vibrar pelos cestos do Lisboa, ou pelos golos do Livramento. E se participasses em metings de atletismo com 25.000 a gritar pelos records do Mamede. Ias perceber aquilo que falo quando digo que o Sporting é diferente.

Não deixo de estar de acordo contigo, mas o problema é quanto nos custa e quanto tempo vai levar para ganhares 2 titulos consecutivos.

Não podes esquecer que no historial do nosso Clube poucas foram as vezes que isso aconteceu. Mas não deixavamos de ser o maior clube portugues.

Em relação ao custo das modalidades, como escrevi interessa associar ao Sporting empresas que queiram divulgar o seu nome, é isso que faz por exemplo o Barcelona ou o Real Madrid.

Lionheart disse...

Há uma tentativa clara dos media de desvalorizar o Sporting, beneficiando o carnide. Clube que tem o presidente e o treinador a ser investigados por crimes graves. Imagine-se se fosse com o Sporting o alarido que não haveria. Já para não falar no episódio Coentrão, em que o jogador fazia juras de "amor" ao carnide, mas quando teve medo que iria ficar cá, recusou-se inclusive a treinar. Mas um episódio desvalorizado. Logo os media trataram de pôr o carnide lá em cima, para não haver desestabilização.

A comunicação social em Portugal NÃO PRESTA. Está enfeudada ao carnide e os de lá de cima ao porco, e nós temos de buscar alternativas por não nos podemos deixar subalternizar em nenhum aspecto. Estão a fazer um "blackout" ao Sporting e isso é INACEITÁVEL. A cobertura do estágios dos 3 grandes tem sido de modo a relegar-nos para uma divisão inferior. O clube tem de reagir a isto. Com um mercado de comunicação neste depremidíssimo, na mão dos rivais, é URGENTE o Sporting lançar a sua televisão. URGENTE!!!

Daniel disse...

Sporting 2011,
já percebeste em que país vivemos e em que estado estamos?

Real Madrid? Barcelona? Sponsors?

Desculpa, mas gostava que te explicasses melhor. Claro que todos gostaríamos de ter tudo e ganhar em tudo e sermos os melhores do Mundo. E então? Quais são as soluções que preconizas para termos por exemplo uma equipa de basket competitiva para ganhar em Portugal e brilhar na Europa? Tens proposta de acções concretas?

Daniel disse...

Lionheart, depois de ler a crónica do manhoso acho que está tudo visto!

Começaria por sanear esse artista de Alvalade. Depois seguiam os restantes. O problema é que a CS é a forma dos nossos sponsors recolherem dividendos.

Tenho esperança que este assunto esteja a ser tratado como tem de ser... com pinças!

ps: não temos mercado para televisões de clubes em Portugal

vitor disse...

Começar por ressalvar que nada me move quanto aos fundos. Nesta altura nem havia outra solução. Na actualidade, a gestão desportiva é mesmo a unica fonte de financiamento do futebol.

Penso que é mais ou menos pacifico que os parceiros recolham o respectivo retorno, o problema dos fundos é que aniquila qualquer gestão desportiva, na medida em que o clube perde poder de decisão no timimg da venda dos jogadores.

Assim que os investidores obtêm retorno sai uma ordem de venda de uma instituição financeira qualquer, sem que o clube, descapitalizado, possa fazer alguma coisa.

Aconteceu a época passada ao Benfica e com isso viu-se sem condições de continuar a ganhar.

Mérito para o papa do norte, onde não é muito vulgar os jogadores sairem sem que o clube concorde ou tenha alternativa. Parece que vai acontecer este ano, por razões diferentes.

De qualquer forma, uma década depois, o projecto Roquette continua a ser o plano mais bem gizado que vi em Portugal, não obstante a expectativa das receits nunca se ter confirmado. Mas foi sobretudo uma politica despesista que abortou o projecto. Nunca achei nada de mais conseguir vender um puto por ano.

Só a formação poode evitar futuras parcerias.

Sobre o ecletismo vir para aqui comparar tempos de amadorismo puro não é sério. Em Portugal, num país de futebol, nem para a bola há sponsors suficientes, quanto mais para as modalidades. A Sport tv dá uma esmola e o merchandising é ridiculo, mesmo no futebol, quando comparado com as receitas de outros clubes europeus.

Só com afectação de receitas do futebol é possivel ter modalidades competitivas. E a formação é imprescindivel em todas as modalidades.

Mesmo no actual momento muito bem vão as modalidades.

Agora no desporto profissional cada vez vai ser mais dificil ser como os melhores da Europa, compreende-se bem porquê.

Exige-se paciência para o clube se levantar. Só é possivel lançar miudos, a nossa verdadeira mais valia, numa equipa estabilizada e vencedora.

E claro que mais tarde ou mais cedo vamos voltar a discutir os contornos das modaliades. O fundamental é manter o controle na SAD, que é uma coisa completamente diferente das alienações que se têm vindo a fazer, para alavancar o futebol.

SL

leao-titular disse...

Plano Roquette? Esse pulha se estivese num país sério estava na cadeia.

pedro disse...

Até deviam ter vergonha de falar do plano Roquette mas enfim...
O que interessa agora é medirmos o plantel. Atá agora acaho curto em qualidade mas vamos ver o que nos dizem os primeiros jogos.
Fiquei ontem esperançado com o facto de o n 11 ainda não ter sido atribuido. Vejo esse facto como sinal de que temos um grande jogador que joga com esse numero e já o reservou. Ainda antes de se inicar a época ouvi falar num jogador com esse n que estava a ser negociado. Nem me atrevo a dizer o nome para não agoirar...
S.L.

vitor disse...

A minha intenção de vir aqui discutir os fundos, foi para reforçar, que tal como o Revisor referiu, à próri o perfil do jogador está logo defenido.

Sem parcerias é tudo muito diferente. E só as receitas da gestão desportiva provenientes da formação nos permitem decidir sózinhos.

Esse outro caminho de discutir agora Roquette é perfeitamente contraproducente.

SL

Ruben disse...

SPORTING 2011,

Acredito. Nunca participei e apenas vibrei na nave com o Inicio do Futsal e alguns jogos do Andebol. Ou seja, li muito sobre o hóquei e o apoio que era e também muitas histórias me contaram do basquete.

Agora, infelizmente, os tempos são outros. E com isso, também se mudam as vontades. É a outra face da evolução - aquela em que as tradições perdem importância e o que manda são as finanças. Se não patrocinios nem 5000 pessoas (e nem pavilhão), dificilmente haverá interesse de quem tem dinheiro em fazer investimentos que podem não se tornar rentáveis.

SL

SportingSempre disse...

leao revisor, existe tambem a MUITO REAL POSSIBILIDADE DE DOMINGOS/DUQUE,FREITAS NÃO TEREM QUERIDO TRANSMISSÃO DOS 1ºS JOGOS.

É que não há nenhuma razão plausivel para a sportv não os querer, só lhes daria beneficios e lucro, pensem bem, isto vem de dentro, não de fora.

esse corno do gomes nao pode apitar mais o nosso clube, se for nomeado tem de cair o carmo e a trindade

SPORTING 2011 disse...

Ruben,
por aquilo que escreves não tenho duvidas da tua paixão pelo nosso SPORTING, em relação aos exemplos de que falo, verifica aquilo que se passa com o Porto...
Futebol, Basquetebol, Hoquei, Andebol...
Pavilhões cheios, aumento significativo da massa de adeptos, especialmente junto das camadas jovens, empresas e entidades fieis que patrocinam as modalidades do Clube, constroem-lhes pavilhoes, campos de treinos. E o pior um aumento significativo de apoio e visibilidade publica.
O que eu quero é que começemos a pensar e a reconstruir não esquecendo aquilo que fomos, só assim poderemos voltar a ser Muito Grandes.

SPORTING 2011 disse...

Em relação ás soluções para o Basquetebol, elas são iguais a todas as restantes modalidades.
Em primeiro lugar é preciso vontade e dinheiro para construir o pavilhão, depois encontrar uma estrutura autonoma que tenha como objectivo encontrar um patrocinador com vontade de se associar a esse projecto.