segunda-feira, 20 de maio de 2013

Brilhante!

Sem qualquer tipo de ironia, considero brilhante a estratégia de comunicação que culminou com a saída do treinador Jesualdo Ferreira. O desfecho era este desde que o novo presidente entrou em funções, seja quais fossem os resultados desportivos, mas tinha que se passar a mensagem para o exterior que a responsabilidade da saída era do treinador e não da administração.
Ora quem leu os jornais desportivos e não só (CM não incluído, que isso não é um jornal) sabe que diariamente foram dadas informações pela direcção sobre o processo de não renovação de Jesualdo. Da mesma forma que desde 5º feira todos os jornais foram informados que Leonardo Jardim será o próximo treinador do SCP.
"Foi uma decisão tomada com tristeza, mas um acto de honestidade para com o Sporting e para comigo. Não poderia aceitar ser treinador para o próximo ano se não sentisse que houvesse condições para, no futuro, não me sentir a mais. Ao contrário do que disseram, não foram questões financeiras ou de poder que me afastaram, mas antes aquilo que fui percebendo ao longo de duas conversas com o presidente, e uma terceira, a 9 de Maio. Precisava de saber os caminhos para poder chegar ao sucesso, porque não queria ficar com mais medalhas no meu peito: ficar e, no ano seguinte, olharem para mim e verem-me como um indivíduo a mais. Também aprendi a gostar do Sporting e não é difícil. Senti um carinho especial a aumentar à medida que aumentavam as dificuldades. Quero deixar um muito obrigado e dizer que foi um prazer, uma bênção, ter treinado o Sporting e poder conhecer por dentro o único grande que não conhecia. Foi um prazer trabalhar com jogadores de grande qualidade e empenhamento. A instituição Sporting, por mais que viva, nunca a vou esquecer."
Esta frase de Jesualdo confirma tudo o que disse, as pessoas podem achar normal e bom o esvaziamento de poderes ao treinador principal do clube eu acho que ou foi feito apenas para "correr" com Jesualdo ou é um erro estrutural.
Podia contudo, vir dizer que Leonardo Jardim é uma má escolha, etc etc etc. Mas não o faço, ficaria em muito melhor posição para depois atacar a direcção quando as coisas começarem a correr mal, mas não o faço. Acho pelo contrario que entre o lote de treinadores falados era a melhor opção, gosto de Leonardo Jardim, não é nenhum romântico do futebol e percebe que o futebol quem vence é quem marca mais golos que o adversário e para isso por vezes basta apenas um. Desejo-lhe toda a sorte do mundo, que tenha o sucesso que deseja e que esta troca seja benéfica para o clube que isso é o mais importante.
Saudações Leoninas

12 comentários:

Daniel disse...

A estratégia comunicacional de facto estava bem pensada mas não concordo que tenha sido um sucesso.

Vamos ficar com um treinador que é segunda opção (jesualdo foi convidado) e ouvimos durante duas semanas um plantel a pedir um treinador e vai "levar" com outro.

Espero que o jardim comece em força e com sorte que bem vai precisar.

SL

leao revisor disse...

Daniel

A estratégia passava por passar a responsabilidade da não continuidade não na direcção e na sua vontade mas sim na recusa em Jesualdo em continuar. Esse objectivo foi amplamente conseguido e é a isso que refiro.

Cantinho do Morais disse...

Não sei porque será Jardim o próximo treinador. Ainda não vi nenhum contrato assinado. Por isso, até aí, as coisas podem não correr pelo melhor.

Bruno Carvalho e seus pares conseguiram algo inédito: mandar embora um treinador (sim, mandar embora, pois foi isso que se tratou) que queria ficar, do qual os jogadores queriam que ficasse, tal como grande maioria dos adeptos do Sporting.

Afinal, o eu elevou-se ao nós. A famosa frase "O Sporting é nosso outra vez!", de facto é "O Sporting é meu (e do Inácio)!"

Cá estaremos.

JMM disse...

Fico contente pelo resultado da estratégia de comunicação. Na verdade, é boa noticia ver que as coisas são feitas com cabeça e que têm os resultados desejados.

De resto, é evidente e normal que Jesualdo não possa ficar. BdC apresentou-se a eleições com uma estrutura delineada que pela certa implicaria perda de poderes a Jesualdo. Portanto JF dificilmente ficaria pois não era razoavel esperar que o Presidente procedesse à alteração de uma estrutura recem eleita para acomodar Jesualdo ou um outro qualquer.

Quanto à função do treinador, ela parece-me simples e passa por treinar a equipa e ter input na construção do plantel. Acredito que com quem vier assim será.

Leonardo Jardim parece-me uma boa escolha.

SL

PG disse...

Nem mais.A questão da preparação física está muito mal explicada. Basta ler os pontos 13 e 14 das 120 medidas da direcção. O treinador forma a equipa técnica mas a preparação física não faz parte dela!!!

Endhoscopy disse...

É digno de estudo este rasgar de vestes em redor dum treinador que em dezoito jogos ganhou nove.

E que, dos nove restantes, perdeu seis (Paços 2x, Marítimo, Benfica, Estoril e Rio Ave), não contando com os extraordinários empates com Guimarães e Académica (acrescendo o nulo com o Porto).

Sei, também, que esses resultados foram alcançados em condições muito difíceis (obrigado Godinho); mas não é menos verdade que o objetivo da Liga Europa não foi conseguido (também por culpa dos desaires anteriormente referidos).

Esta Direção tem a obrigação de organizar o clube dentro dos pressupostos que considerar mais adequados. E será, como todas as outras, julgada pelos resultados que obtiver.

Colocar Jesualdo acima deste facto é continuar a pactuar com a brincadeira que tem sido o Sporting.

"Podia contudo, vir dizer que Leonardo Jardim é uma má escolha, etc etc etc. Mas não o faço, ficaria em muito melhor posição para depois atacar a direção quando as coisas começarem a correr mal, mas não o faço."

Só espero que o grau de acerto que tem sido apanágio se mantenha, seria muito bom sinal...

Não sabendo quem será o sucessor de Jesualdo, devo referir que Bruno de Carvalho joga aqui uma cartada muito importante. Espero que se consciencialize que está a escolher mais do que um treinador, está também a definir os termos do seu mandato...ww

leao revisor disse...

Endhoscopy

"Podia contudo, vir dizer que Leonardo Jardim é uma má escolha, etc etc etc. Mas não o faço, ficaria em muito melhor posição para depois atacar a direcção quando as coisas começarem a correr mal, mas não o faço. Acho pelo contrario que entre o lote de treinadores falados era a melhor opção, gosto de Leonardo Jardim, não é nenhum romântico do futebol e percebe que o futebol quem vence é quem marca mais golos que o adversário e para isso por vezes basta apenas um. Desejo-lhe toda a sorte do mundo, que tenha o sucesso que deseja e que esta troca seja benéfica para o clube que isso é o mais importante."

Prefiro ser como sou do que ser um "Rui Santos" desta vida que apenas fala depois das coisas acontecerem e assim acerta sempre! Vou dar sempre dar a minha opinião sobre as coisas, que fique bem claro!

peter disse...

Queria só realçar a elevação com que Jesualdo e BdC se apresentaram na conferência de imprensa.

De resto, concordo com o que disse o JMM.

Tudo o resto é estar a arranjar problemas onde não os há...

Daniel disse...

Percebi a ideia LR, mas não concordo.

Basta ler a blogosfera, uns ficaram a achar que correram com o homem, os outros a achar que foi o homem a querer ir embora, sendo o jardim a segunda escolha.

Seja uma ou outra, não foi claro para ninguém, o que é o primeiro princípio a garantir em qualquer comunicação.

Seja como for trocámos o conhecido e a estabilidade inerente pelo desconhecido pelo que, é esperar para ver e torcer para que corra da melhor maneira!

Mike Portugal disse...

Já é oficial a contratação de Leonardo Jardim.

NAM disse...

Jesualdo temeu vir a ser bode expiatório, e o Presidente temeu ter alguém muito importante a minar o seu mandato.

Resolução acertada e polidamente comunicada, sem os fogos e rebentamentos que muito queriam...

Cada um vai à sua vida, e assume a nova que aí vem ....

jcnaguiar disse...

A mim o que me parece é que era claro para a direcção que Jesualdo seria sempre um treinador de transição e isso foi sempre o que se defendeu aqui, ou seja jesualdo como seu ultimo projecto desportivo na sua vida como ele bem disse, fazia a proxima epoca depois de reorganizado todo o clube que começou quando ele entrou nas funções de manager e depois o sporting dotado de outras capacidades ia claramente buscar outro, pode parecer um bocado como usa-se e deita-se fora, mas jesualdo tinha de ser sempre um treinador de transição.