domingo, 12 de dezembro de 2010

O futebol a puxar para trás...

Mais uma semana em que o nosso futsal venceu convincentemente e o andebol aplicou mais um cilindro a um adversário, foi o futebol, que devia ser o motor do clube, a puxar-nos para baixo e a não deixar que tenhamos fins de semana 100% vitoriosos.

5 comentários:

Zé Ninguem disse...

pois.. a diferença é q em ambas essas modalidades temos 2 excelentes treinadores, apesar d termos ganho a taça challenge em andebol, esta epoca nao tava a correr tão bem e o q fizémos? fomos buscar um treinador de excelencia.. so aki é q precisamos de tar a nao sei quantos pontos de diferença para o 1º lugar, fora da taça e sabe-se lá mais o que, quer-me cá a parecer q havemos de ficar fora de tudo e mais alguma coisa e o treinador continuará lá

Carlsberg disse...

Então mas para alguns o Presidente está a fazer um excelente trabalho, pois as modalidades (que é o grande motor e cmo tda a gente conhece o SCP) estão bem!!

Por isso, enquanto não se pedir a cabeça da direcção e do treinador, estaremos iguais!! E posts cmo este serão o pão nosso de cada dia neste blog e em todos os outros.

SL

Lionheart disse...

O orçamento do Sporting para as modalidades permite-lhe ter equipas competitivas, o do futebol não. E, por favor, deixemo-nos de lérias que o Braga faz isto e aquilo com um orçamento menor, ou o Guimarães ou qualquer outra equipa de segunda linha que esteja na moda, porque nenhuma alguma vez vai fazer aquilo que se exije ao Sporting (nem tem tal pressão), que é ganhar o campeonato.

Esta época o Sporting gastou 10 milhões de euros em contratações, menos do que o porco vai pagar pelo João Moutinho. O que se consegue com 10 milhões de euros são alguns jogadores interessantes (pode ser que com um pouco de sorte e engenho apareça uma vez por outra um achado) mas nenhum fora-de-série. E esta equipa é uma equipa com muitos jogadores médios e alguns bons, mas não há nenhum que seja muito bom. E depois é um plantel muito igual. Por exemplo, o André Santos, o Pedro Mendes e o Maniche são jogadores com características muito parecidas até fisicamente. Para a posição de n.º 10 temos dois jogadores que até a nacionalidade partilham, embora Valdés seja superior. Enfim, é tudo muito regular, mediano.

Nestas circunstâncias, não é fácil a um treinador conseguir mudar algo de fundo a partir do banco porque as soluções que lá dispõe não são muito diferentes do que já tem em campo, embora seja verdade que o Paulo Sérgio é muito lento e exitante a partir do banco. Quando não se tem muita experiência é normal.

O problema de fundo é que estamos numa situação muito parecida com a da segunda metade dos anos 80 e primeira metade dos anos 90. Vejam que tipo de jogadores e treinadores tinhamos na altura e não é preciso dizer mais nada. Perante isto, o clube precisa que os sócios paguem as quotas, vão aos jogos, e gastem dinheiro com o Sporting, porque quanto menos dinheiro entrar em Alvalade, menos competitiva será a equipa leonina e menos alegrias teremos. Isto não está para birras. E quem achar que consegue melhor que o Bettencourt, pois que avance, mas é bom que tenha financiamento assegurado para se poder investir ou então não vale a pena enganar os sócios. Em qualquer modalidade profissional, são sempre os clubes que mais investem os que mais títulos ganham, ponto final.

Zé Ninguem disse...

nao é questão de se investir muito para se poder ganhar o campeonato, há que saber é investir nos jogadores certos e num treinador competente aliado a uma estrutura organizada e competente! e a prova disso é o benfica q em 3 anos investe qq coisa como 100 Milhoes e só apenas a epoca passada teve algum retorno! há jogadores a nivel interno q tem capacidades pa jogar em qq clube dos 3 grandes,o porto no ano em q o mourinho foi para lá vejam quem foi buscar... deco, pepes e por ai jogadores q jogavam n nosso campeonato!

vitor disse...

No fim de semana passado puxou para a frente, alguém aqui escreveu que foi 100% vitorioso, vamos ver no próximo se confirma. Há alguns atrás o andebol estava ainda pior que o futebol. S.L.