quarta-feira, 30 de março de 2011

Ponto final no tema eleições

Não pretendia falar mais sobre este tema mas como o futebol e a nossa classificação é algo que interessa muito pouco para os sportinguistas dou o meu comentário final sobre as eleições.

O colega Bruno de Carvalho (é assim que passarei a me referir a este sujeito depois de saber que já teve o seu espaço na internet) continua a insistir em impugnar as eleições e a querer uma nova votação. Está no seu direito de fazer aquilo que entender mas eu estou no meu direito também de pensar aquilo que entender.

Disse-o no 1º Post a seguir às eleições que achava muito bem que houvesse uma recontagem dos votos, mas é isso que o colega quer?
O colega quer uma 2º volta (que não está prevista nos estatutos) porque sabe perfeitamente que o resultado seria igual, e sabe-o porque os seus delegados e os delegados das restantes listas não colocam nenhuma duvida que GL tem 360 votos a mais que BdC.

Compreendo perfeitamente a frustração do colega, um desconhecido que quase ganha ao poder instalado e ainda por cima tem mais 1500 sócios a votar nele do que a lista vencedora mas mesmo assim perde é de facto frustrante mas são as regras do "jogo", regras que existiam antes do "jogo" começar.

Mais, ao contrário do que querem fazer acreditar os apoiantes do colega, este não é apoiado pela esmagadora maioria dos sportinguistas. Ele teve a votação que teve e em numero de sócios teve 40% ou seja existe mais de metade dos sócios que não o queria como presidente. Não vi a mesma indignação, por exemplo quando FSF viu chumbada a sua ultima proposta de reestruturação financeira com 73% dos votos e dos sócios quando precisava de 75%. Ai 27% dos votos e dos sócios rejeitaram a proposta e ai os estatutos já eram... BONS!

Tenho lido com um sorriso nos lábios algumas noticias que "provam" as irregularidades. Já li mais do que uma forma de deturpar a votação. Mas o curioso disto tudo é que nenhum desses testemunhos favorece o vencedor das eleições, favorece isso sim quem perdeu... E eu penso, realmente é lógico alguém demonstrar um orgulho enorme em dizer que cometeu um "crime", dizer que prejudicou deliberadamente um candidato e mesmo assim achar que esse candidato prejudicado deve renunciar ao cargo. Fico com a sensação que se o colega tivesse ganho por 9 votos esta senhora não teria os seus 15 minutos de fala.

Este é o meu ultimo Post e comentário sobre este Tema, continuar a falar nele é fazer o jogo do colega e eu não dou mais para este peditório.

Saudações Leoninas

51 comentários:

Carlos Mota disse...

LR,

gostei deste post, feito com cabeça fria, e com clareza. e nao vou alimentar mais discuções sobre o tema das eleiçoes.um abraço

SL

El Toro disse...

O Leão Revisor ainda não percebeu o que está em causa: a defesa do nome do Sporting e a legalidade dos processos eleitorais conduzidos pelo clube.

Novas eleições (com entidade externa de controlo) dariam 3 anos de paz e união a Godinho Lopes ou Bruno de Carvalho.

O Leão Revisor não quer assumir isto e explora a imagem do candidato (aparentemente) vencido.

O Sporting é um clube transparente! E é por isso que devemos apoiar novas eleições, se a Providência Cautelar for decretada!

Aí o Leao Revisor continuará a dizer que nos devemos unir em torno do Presidente Godinho Lopes? Pela tranquilidade, sobre a legalidade?

SL

Vasco disse...

Caro colega Leão Revisor,

No caso dessa senhora, definir quais favorecidos na deturpação das eleições não me parece que seja o fundamental, o que, a meu ver, interessa reter é como tal aconteceu e interrogar-me quantas outras situações do género terão igualmente ocorrido.

Em qualquer eleição há irregularidades, secalhar não tantas como as que têm vindo a público sobre o sufrágio do fim de semana anterior, mas o problema é quando as diferenças entre os candidatos são marginais.

Não poderá estar a verdade deste sufrágio em causa? Não será importante para todos uma clarificação do que passou? Imaginem que nas eleições presidenciais Cavaco Silva tivesse ganho por 0,4%. Certamente que o candidato vencido tentaria impugnar as mesmas devido à situação do Cartão de Cidadão.

Aldo Duscher disse...

Aí está o "colega" a mostrar mais uma vez as suas tendências!

O seu interesse não é o Sporting oh "colega", são sim os seus "colegas de tacho"!

E depois venha dizer que os outros é que são seguidores!!

Quanto ao tema futebol, não venha agora com conversa de merda quando é mais uma das pessoas que mete o futebol para 2º plano, basta pesquisar o blog!

HAJA COERÊNCIA NAS SUAS PALAVRAS!

Para quem falava tanto nos cretinos, de repente esse tema desapareceu, se calhar o seu "colega pcc" também anda a comer do mesmo tacho!

A SUA IMAGEM ESTÁ CADA VEZ MAIS DEGRADADA, CANSADA, OBSOLETA!

André disse...

Qual era o espaço de BdC na internet? isto de deixar dúvidas e nuvens no ar...enfim...

manuelim_s disse...

"...continuar a falar nele é fazer o jogo do colega e eu não dou mais para este peditório"

Isto diz tudo de ti ó "forista de meia tigela"!!

Quem é que anda aqui a fazer peditórios?

Fica lá com o teu 'outro colega' - e vem queixar-te mais tarde aqui, que eu saberei 'aviar-te bem'!!!

Não passas de um lambe-botas!!

Mike Portugal disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mike Portugal disse...

Leão Revisor,

Eu que votei no BdC estou já agastado com isto. Mas vou desmistificar uma coisa que circula já há muito tempo pela internet.

Não foram os "velhos" que ditaram a derrota do BdC ao contrário do que se quer fazer parecer. Foram os da meia-idade. E vou demonstrá-lo com numeros. A partir da lista que o SCP forneceu que indicava o nºsócio e quantos votos tinha direito, retirei estes totais:

sócios com 25,22,19 votos = 2543 votos no total
sócios com 16 votos = 23.216 votos no total
sócios com 13 votos = 31.135 votos no total
sócios com 10 votos = 53.720 votos no total
sócios com 7 votos = 72.121 votos no total
sócios com 4 votos = 94.872 votos no total
sócios com 1 voto = 39.106 votos no total

As contas que fiz têm em conta TODOS os nºsócio em cada um dos escalões, ou seja, admiti que todos podem votar e estão vivos para o fazer.

Pelos totais podemos ver que quem REALMENTE manda na votação são os sócios com 4, 7 e 10 votos e não os outros. Curiosamente os sócios com 4 votos (10 anos de sócio) são quem tem mais votos para distribuir, pasme-se.

Portanto, BdC não perdeu por causa dos sócios com 13 ou mais votos e sim porque não conseguiu convencer todos os de 4, 7 e 10.

AJS disse...

Revisor, também pela última vez, o que aconteceu parece-me claramente irregular. Não sei se dá para impugnar, repetir, etc. Mas que não me parece regular, não parecQuando Lino de Castro afirma, para justificar a discrepância entre o número de votos/votantes apresentados pelas 21 horas de sábado e os números finais, que estes resultam apenas da contagem final dos votos, devido à dificuldade de o fazer antes face aos problemas levantados pela regularização de quotas, na minha opinião, assina aí a irregularidade destas eleições.

Em qualquer eleição, e quem foi membro de mesas de voto em eleições nacionais sabe-o, que o primeiro procedimento a ser efectuado após o encerramento da votação, é a contagem através dos cadernos eleitorais do número de votantes e do número de votos obtidos para cada mesa, e estes têm de ser rigorosamente iguais. Antes da contagem tem de se ter a noção de quantas pessoas votaram e se dispomos de todos os votos , sob pena de no final da contagem ou estarem votos a mais, ou a menos.

Ora, segundo Lino de Castro, isto não foi feito, tendo a mesa apenas tomado conhecimento dos números finais de votantes após o final da contagem, face aos votos existentes, ou seja se se tivessem perdido votos ou alguém de má fé tivesse acrescentado alguns o número final estaria dependente destas acções.

Com a contagem que referi anteriormente, também se confirma se em cada mesa o número de votos para os diferentes orgãos sociais, é o mesmo, e tem de o ser, o que mais uma vez não se verificou nestas eleições, e curiosamente nem nas passadas.

Para mim são irregularidades óbvias, gostava de ler a tua opinião...

Lionheart disse...

É verdade Mike. Estou a especular, mas Godinho Lopes deve ter vencido largamente nas urnas a partir dos 10 votos, enquanto nas urnas de 1 a 7 votos Bruno Carvalho ganhou, mas de certeza que com menos de 60% dos votantes. Nestas urnas foi onde houve uma maior repartição dos votos por todas as listas. E depois de certeza que as claques foram o grosso dos votantes na lista C. Não sei se há alguma explicação para isso que seja conveniente desenvolver.

PG disse...

ESCLARECIM​ENTOS DO ACTO ELEITORAL DO SPORTING

Exmos Srs.

Tendo acompanhado agora em directo uma conferência de imprensa do Presidente da MAG que cessou funções, João Lino Castro e tendo sido dada a informação de que todos os delegados fomos convocados para estar presente, transmito que tal não é verdade. Não fui convocado!

No entanto é conveniente transmitir de forma sintética o seguinte:
1. O escrutínio foi acompanhado por mim e pela Sara Cerdeira como delegados da lista E;2. Todos os delegados estavam com telemóveis desligados e os homens estiveram sem casacos;3. Estiveram em permanência 20 delegados acompanhar os trabalhos;4. Quando acabava o escrutínio de uma mesa de voto, os dados foram lançados numa folha de imediato a qual foi entregue ao chefe do staff que transportou sempre a pasta de forma visível dentro da sala;5. Registe-se a comportamento correcto e de enorme civismo e de cooperação entre todos os elementos: delegados, funcionários e membros da MAG;6. Ninguém se ausentou da área reservada e no final manteve-se a situação;7. Na segunda fase um delegado de cada lista, acompanharam os elementos da MAG (3) e dois elementos do staff do Sporting à sala onde foram lançados os dados no programa informático;8. Antes da inserção dos dados foram feitos testes ao programa para constatar se estava operacional;9. Os dados foram lançados pela seguinte sequência: Conselho Leonino, Conselho Fiscal e Disciplinar, Mesa da Assembleia Geral e Conselho Directivo10. Os resultados finais são os que estão divulgados em http://acreditar.blog.com11. Antes dos mesmos serem divulgados para fora da sala estivemos cerca vinte minutos a analisar cenários e consequências no cumprimento escrupuloso dos Estatutos;12. Como os Estatutos obrigam à proclamação dos resultados eleitorais e a posse automática dos órgãos sociais, não havia alternativa;13. Portanto, tudo que era dito cá fora, posso garantir que não tinha fundamento nem era credível. Só os que estavam da sala (15 elementos) tinham a informação correcta;14. Tentou-se por maioria demover o Presidente em proclamar os resultados com todos os candidatos no palco exterior, sugerimos que fossem unicamente os elementos da MAG;15. A partir daquele momento os acontecimentos são do conhecimento público.
Resta-me afirmar que até aqueles momentos senti um enorme um orgulho na participação activa no processo eleitoral, atendendo a todo o espirito que foi vivido sem nenhum radicalismo entre os envolvidos.
Considero que compete à candidatura do BC solicitar a recontagem dos votos, o que não estando previsto nos Estatutos e no Regulamento Eleitoral (obsoleto) foi assegurado que tal poderia acontecer por decisão unânime dos presentes. Com a recontagem poderão ser clarificadas algumas dúvidas no entanto, não prevejo grande alteração dos dados.
Já participei em vários actos eleitorais e este não foi diferente dos anteriores, decorreu em total transparência e clareza.
A discrepância entre o sistema informático e o número de votos devem-se factores já apontados e um outro que pode ser revelante, alguns delegados ao votarem dirigiiram-se directamente à mesa de voto sem passarem pelo crivo informático, perfeitamente normal.
O numero de votos tem que corresponder com aos cadernos eleitorais.
Acho que deverá surgir o bom senso e não procuremos inventar situações onde elas não existem.
Fico disponivel para qualquer esclarecimento que contribua para a verdade e clareza.


Os melhores cumprimentos

Zeferino Boal

Alcides Pinto disse...

A coerência não de todo o forte do revisor e pelos vistos a estatística também não, quando afirma que o 'colega' não é apoiado pela esmagadora maioria dos sportinguistas, não lhe ficava mal notar que gl ainda é menos. Se num universo de 14.000 sócios, a diferença entre Bdc e gl é de 1500 votos, claro que a diferença seria muito maior se a escolha fosse alargada à totalidade da massa adepta.

Lionheart disse...

Vejam aqui. Está cá tudo.

http://acreditar.blog.com/2011/03/27/56/eleicoes-sporting-cd-2011/

LP disse...

Neste post, ao Leão Revisor só lhe falta dizer que votou em branco.
lol

Lionheart disse...

Agora os tipos protestam porque se pode votar sem mostrar o BI. Então mas o cartão de sócio tem fotografia. No primeiro controlo na Praça Centenário, o segurança virou o meu cartão de sócio para ver a fotografia e assegurar-se da minha identidade. Estas eleições "não" têm fiabilidade? Então nenhuma teve. As eleições de nenhum clube têm.

Mais. Há eleições nacionais que não têm fiabilidade também. Morei durante anos num sítio pequeno, em que toda a gente me conhecia, e a mesa nunca me pediu o BI para poder votar, apenas o cartão de eleitor. Fazem isso com toda a gente, porque todos se conhecem. Foram cometidas irregularidades durante anos a fio, logo deveriam ter sido "impugnadas" todas as eleições que aí se realizaram.

E que tal se se deixassem de lérias?

vitor disse...

Parece que o bom senso prevalece no poupar de alguns milhões na auditoria. Jesus Oliveira é um bom nome, sobretudo a titulo gracioso. Os sportinguistas associarem-no ao homem de confiança da área financeira da candidatura de SAM dar-lhe-á a credibilidade que se exige.

A blogosfera leonina está cada vez pior, desde o acto eleitoral não me atrevo por outro sitio que não seja este, ainda há pouco tive que esclarecer outro user que GL já tinha deixado o Sporting aquando da alienação dos terrenos do velho estádio, não bastava recorreu ao estádio novo, mais um ról de mentiras?!

O clube que aproveita e ofereça à canalhada que anda a reunir assinaturas para a AG extraordinária os 25 mil euros necessários á realização da mesma. Para que não tenham nenhuma razão de deixar de ouvir da boca de Barroso, Sampaio e Morgado que é mais que tempo da acabar com a palhaçada!

Depois vão a correr pagar a conta do restaurante que o Revisor diz que está por pagar.

Da boca de um sportinguista com mais de 60 anos ao serviço do clube, desde treinador a dirigente, o prof. Moniz Pereira, quando interrogado como viu as eleições: " - É um assunto que não quero abordar. Estou triste e decepcionado com as atitudes de alguns adeptos. Conheço bem GL, trabalhei com ele quando fui vice presidente para as modalidades e ele era "vice" para o património. Falou comigo e deu-me garantias de poder realizar um bom trabalho no Sporting e que irá continuar a apoiar as modalidades."

Deveria ser mais que suficiente para um ponto final. Parágrafo! É mais que tempo de acabar com quem não deixa o clube seguir em frente. E não refiro só esta ultima palhaçada!

SL

danieL disse...

Mais Lionheart,

O Sr. Presidente da República Portuguesa, Anibal Cavaco Silva, devia-se demitir dado que nas elições que conduziram à sua eleição, aconteceram muitas inconformidades, tais como cidadãos que não puderam votar por não saberem qual a freguesia onde o deviam fazer, dado o conhecido erro informáticos que levou inclusivamente a demissões no Ministério da Administração Interna.

Porque é que não se fazem manisfestações também à volta do Palácio de Belém a pedir a demissão do Sr. Presidente??

SL

Leão da Madeira disse...

oh colega Leao Revisor, tu toma atenção ao que dizes porque já nao dizes uma de jeito e a qualidade deste blog graças a ti está a cair a pique.. les o que escreves? bruno de carvalho era o presidente ideal pro clube. e está no seu direito pra fazer o que pretende (tentar impugnar as eleioes) porque houve irregularidades e ele como muitos nao quer q o clube se afunde ainda mais, que é o que vai acontecer com GL. cura te LR. az um favor as pessoas que querem ver o sporting no topo outra vez

Aldo Duscher disse...

Lionheart,

então sendo assim está na mesma situação que a Catarina, tinha de mostrar a sua identificação, não cumpriu a lei ao ter de se identificar, logo tem de ser punido!

PG,

Eu também posso escrever um texto assim todo bonito, mas só que primeiro escrevo no word para que não tenha tantos erros, HAhahaha!
...especialmente na coordenação de ideias!

A D.Catarina votou quando não podia, o Sporting não fez o controlo que devia fazer (e quantos terão sido!!) mas não há irregularidade nenhuma! AHAHah

Isto é anedótico!

joca disse...

Grande ambiente, isto ta pior k um Sporting-Benfas!

Leão de Stª Engrácia disse...

Também me estou a finar. Nao há paciência para seguir com a mesma conversa-mole até ao infinito. Passem bem e não se esqueçam que o SCP não atravessa o seu melhor momento e sem união pode mesmo entrar num processo irreversível de ruptura e desagregação. Isso sim, preocupa-me mais do que as eleições.

SL

Lionheart disse...

Só sei que sou sócio com as quotas pagas até final do ano, votei apenas uma vez com 7 votos e no Pedro Baltazar. Gravíssimo! Processem-me se quiserem.

RRAleixo disse...

Sr. Zeferino Boal,

Como o seu comentário parece que passou despercebido, fica aqui o meu agradecimento por mais um testemunho e esclarecimento de uma lista imparcial em toda esta embrulhada.

Saudações Leoninas

Aldo Duscher disse...

"Mais. Há eleições nacionais que não têm fiabilidade também. Morei durante anos num sítio pequeno, em que toda a gente me conhecia, e a mesa nunca me pediu o BI para poder votar, apenas o cartão de eleitor."

-"Há eleições nacionais que não têm fiabilidade também."...também!

-"a mesa nunca me pediu o BI para poder votar"...problema deles não é?!...só da catarina é que é problema dela!

Só quero ver se isto dá merda a sério onde vocês e os vossos "colegas" se vão esconder!!

Tiago disse...

Pelo que leio, corremos o sério risco de sermos nós, sócios e adeptos, a finalmente acabar com o nosso clube. Concordo com a ideia de deixar este assunto para quem trata dele. Se no fim se provar que houve ilegalidades tudo bem (mal), vamos para eleições. Até lá é fulcral apoiar o nosso clube, sob o risco de sermos nós a acabar com ele. SL

Lionheart disse...

Aldo Duscher, tenha calma. A senhora, para a qual me estou borrifando, enganou o clube voluntariamente, vangloriou-se disso (aquilo é que é uma sportinguista) e agora quer que lhe façam uma "estátua"? É por causa de gente reles como essa mulher que o clube passa a ter de desconfiar das intenções dos seus sócios. Por mim era expulsa.

Mike Portugal disse...

Pronto, já compilei tudo numa folha de excel. O BdC ganhou nas mesas de 1, 4 e 7 e perdeu em todas as outras.

O mais curioso é que houve 717 pessoas com 1 voto a escolher GL. Bastavam 181 dessas pessoas terem votado no BdC para ele ganhar. Não era necessário os "velhos".

Agora uma nota final sobre isto e é algo que acho que deveria ser alterado nos estatutos: tal como nas eleições autarquicas, os votos em branco DEVIAM contar para o bolo total de votos válidos e consequentemente para o calculo das percentagens. Não faz sentido dar o mesmo caminho a um voto branco que um voto nulo. Um voto em branco é um direito consagrado e um voto válido.

Por exemplo, nas nossas eleições presidenciais também existe este "problema". Os brancos não contam, o que acho uma estupidez.

manuelim_s disse...

Estatutos, suspeição e fragilização do Sporting

A voz da nação sportinguista. Blogue Sporting Unido

Julgo que é claro para todos, e agora ainda mais, que os estatutos do Sporting estão ultrapassados e que a sua alteração deverá ser uma das primeiras medidas a tomar. Bruno de Carvalho já tinha aludido para tal facto antes das eleições, anunciando-a como uma das suas primeiras posições na liderança do Sporting. Em democracia, o meu voto como cidadão tem o mesmo valor que o voto de um cidadão com o triplo da minha idade e apesar de concordar que se possa estabelecer uma diferença entre os associados de um clube, nunca poderá atingir valores tão díspares como de 25 para 1, senão estaremos sempre ligados ao conservadorismo e ao conflito geracional. Depois, a centralização do acto eleitoral e o método de contagem dos votos é tão provinciano que espelha mais uma vez a péssima linha de continuidade que temos vindo a assistir nos últimos 15 anos. Ainda de referir que, para bem do Sporting, um candidato, tal como um Presidente da República, só deveria ser eleito por maioria absoluta num claro e inequívoco sentido de voto dos seus associados, originando as voltas que fossem necessárias para uma vitória maioritária e unificadora. A questão dos estatutos ganha maior relevância quando há uma vitória reduzidíssima de um candidato sem qualquer tipo de maioria, numa eleição por cabeça de voto.

Além da fragilidade eleitoral, há uma clara suspeição sobre os resultados eleitorais. Senão, como se explica que todas as sondagens antes e durante as eleições davam uma clara vantagem a Bruno de Carvalho e apenas em cinco minutos se dá um volte-face? Porque razão Rogério Alves, membro da aparente lista derrotada, assumiu a vitória de Bruno de Carvalho pessoalmente e em público? E o polémico Eduardo Barroso poderia alguma vez ter ganho como elo mais fraco da sua candidatura sem a vitória do seu presidente? E a incongruência do número de votos finais? A verdade até pode ser a maior legalidade desta eleição, mas uma coisa é certa, há uma enorme suspeição sobre a manipulação dos resultados e contra isso o Sporting deve reagir com medidas totalmente esclarecedoras.

Um novo acto eleitoral iria devolver a transparência e fortalecer a estrutura que está mais do que dependente de um futuro imediato e próspero, sem bolas na barra e com tiros certeiros. Para aqueles que votaram em Godinho Lopes, e aparentemente atribuíram mais uma vitória à continuidade, peço para assumirem as vossas responsabilidades num Sporting fragilizado, endividado e dependente da Banca, distante competitivamente dos seus rivais, separado emocionalmente dos seus adeptos e associados e sem valores e princípios respeitadores do meu sportinguismo. Quero um “Sporting Unido” mas esta união não é cega e não pode ser vivida a todo o custo. Não me revejo minimamente numa cultura sportinguista da continuidade derrotista e elitista, porque quero um Sporting sem Complexos, muito menos com minorias eleitorais de um presidente, porque o Sporting Somos Todos Nós e a maioria elege a mudança!

FONTE: Gonçalo Cardoso, blogue Sporting Unido, 29-03-2011

Aldo Duscher disse...

Lionheart,

Eu nunca disse que a atitude dela tinha sido boa, mas temos de ser razoáveis e compreender que quem tinha de detectar essa falha era o Sporting e não a sócia, tal como o caso que deu, quem tinha de controlar a sua identificação eram as pessoas da mesa, que sabem (ou deviam saber) as normas e não quem vem de fora.

E quem garante não ter havido mais casos como este? ninguém!

Se Dias Ferreira, que era o PMAG afirmou irregularidades, e especificou como muitos queriam, o que falta mais para que se admita que houve? só não vê quem não quer!

Esta conversa está a ir longe demais realmente (há pessoas a negar o evidente!)como já disse anteriormente, vou aguardar pelas reacções da pessoa que pode impugnar as eleições, porque também é o meu desejo, e vou continuar a seguir o meu clube, a torcer pelas vitórias do clube, e nesta fase tão importante que os jogadores precisam de apoio!

Lionheart disse...

Aqui estão os resultados para os outros órgãos. Uma das curiosidades das eleições do Sporting é a sua fulanização. E parece que nem houve um "castigo" a Rogério Alves que até teve ligeiramente mais votos e votantes que Godinho Lopes. O que se verificou foi que algumas centenas de sócios que votaram Dias Ferreira para o CD, não quiserem votar em Rui Medeiros para PMAG e então repartiram os seus votos por outras listas, especialmente a lista C. Até Pedro Santana Lopes teve mais votos e votantes que Pedro Baltazar, beneficiando da "penalização" da Lista D. Vá-se lá saber porque é que os sócios fizeram esta distinção. Se calhar foi por Rui Medeiros ser menos conhecido que os outros.

http://acreditar.blog.com/2011/03/27/56/eleicoes-sporting-mag-2011/

http://acreditar.blog.com/2011/03/27/56/eleicoes-sporting-cfd-2011/

http://acreditar.blog.com/2011/03/27/56/eleicoes-sporting-cl-2011/

http://acreditar.blog.com/2011/03/27/56/eleicoes-sporting-conselheiros-eleitos-2011/

VeDrIx disse...

Eu ainda sou do tempo em que até dava algum gozo ler as coisas que o Revisor diz. E, principalmente, que as mesmas tinham razão de ser.

Lionheart disse...

O que vocês querem é lançar suspeição, porque perderam e querem provocar eleições antecipadas o mais rápido possível para ir para o poder. O resto são pretextos.

VeDrIx disse...

É só esse o teu argumento ? lol! Que tristeza, Lionheart, ainda que não surpreenda, de todo.

Não, não é. Eu nem votei Bruno de Carvalho.

Simplesmente não vou aceitar que sejam estes corruptos a governar o meu Sporting, uma vez mais. Já lá estiveram e o buraco em que nos enfiaram foi gritante ! A forma como lá chegaram, de novo, foi demasiado "turva", para não dizer outra coisa, não vão vocês ficar ofendidos.

O problema é gente como vocês, que, uma vez mais, tal como tem acontecido anos após anos, metem o rabinho entre as pernas e seguem com o rebanho, contentes e sorridentes... Parece que vos implantaram uma pala nos olhos e um mordaça e nada podem ou conseguem fazer !

Vasco disse...

O que vocês querem é encobrir a situação sem averiguar se as irregularidades que têm vindo a público põem em causa, ou não, a verdade do sufrágio para manterem o poder a todo o custo.

Se o nosso ganhou é porque ganhou bem, não é?

Lionheart disse...

As irregularidades não determinaram o resultado final. Há várias testemunhas de listas que não são parte interessada (a lista do Abrantes não pode ser acusada de ser pró-continuidade, de certeza absoluta) na vossa contenda a confirmar que não houve nada que pudesse pôr em causa a legalidade do processo, portanto o que dizem pessoas da lista C não me interessa nada.

Vocês não aceitam perder e querem aproveitar qualquer ocorrência, por mais corriqueira em eleições de clubes, para lançar suspeição e minar o Sporting, de modo a forçarem a queda da direcção o mais rápido possível. Vocês não querem saber de estatutos, até porque nem os respeitam. Vocês não respeitam NADA. Não respeitam os outros sócios, não respeitam os vossos concorrentes nas eleições, muito menos o Sporting, que não tem de estar paralisado só porque vocês têm "suspeitas". Os outros já seguiram em frente e não estão para vos aturar.

VeDrIx disse...

"Eu nem votei Bruno de Carvalho"

Se português voltar a não dar, posso tentar em espanhol, inglês, francês ou alemão. Ou até em mandarim, para o caso de seres o reforço do Futre.

Lionheart disse...

Não me interessa em quem votaste.

VeDrIx disse...

A partir do momento em que te dás ao trabalho de postar sobre isso, abres espaço a receber respostas.

A partir do momento em que respondes às respostas, demonstras interesse nas mesmas.

Como não te tenho como um perfeito atrasado mental, prefiro pensar que não escreves só por escrever, que o fazes com algum motivo e com alguma base de conhecimento e justificação.

Como tal, se o teu argumento de resposta se baseia no facto de "Os meninos da lista C estão a fazer birrinha!", então sim, é porque te interessa. A menos que, lá está, escrevas só porque sim, sem qualquer propósito ou tempo gasto a pensar no que te sai pelos dedos.

Vasco disse...

Numa eleição com uma diferença de 360 votos em mais de 90000, pode-se afirmar com certeza absoluta que as irregularidades não influenciaram o resultado final?

Não se sabe quais os fundamentos da impugnação e que irregularidades, além das que já são conhecidas, vão servir de suporte à mesma, mas de certeza que não influenciaram.

Rubiz disse...

Ao que tu chegaste LR... porque é que não pões o Vitor a publicar tbem???? Deves ter ganho umas belas luvas por este teu trabalho... neste momento não mereces mais nada que o meu desprezo... tu não gostas do nosso Sporting, tu gostas do teu sporting...

Não passas de mais um idiota que julga ser dono da verdade... na minha língua um grande burro idiota!

Lionheart disse...

Se calhar não fui claro na minha declaração de "interesses". É melhor clarificar. Fiquei muito contente pelo Carvalho ter perdido. Mais. Fiquei muito aliviado pelo Sporting. A partir daí, quero é que o Carvalho se f*** e desapareça. Estou-me borrifando para as irregularidades, se as houve. E se houver eleições antecipadas, voto no Godinho Lopes. Mais claro que isto não há. Não tenho mais nada a dar para este peditório.

namibe disse...

Pronto, ficámos entendidos quanto ao pensamento vigente entre os apoiantes de GL. O sr. Lionheart não podia ser mais claro a traduzir esse sentir colectivo: "Estou-me borrifando para as irregularidades". Até que enfim, um pouco de honestidade nesta conversa. É que é exactamente isto que está em causa. Apesar de ter apoiado BdC, não o coloco num pedestal, nem vejo nele um messias. Aceitaria qualquer presidente justamente eleito, mas há sérias dúvidas em torno da justiça destas eleições. A verdade, qualquer que ela seja, tem de vir ao de cima. Não para salvar Bruno de Carvalho, mas para salvar o Sporting da suspeita.
Um clube que sempre encheu a boca com a "verdade desportiva", deveria mostrar mais preocupação com a verdade eleitoral dentro da própria instituição.
Não compreendo os argumentos ditatoriais: "Já passou, agora calem-se!"; "Aceitem!", etc.
Eu queria ver se Pedro Baltazar, Abrantes Mendes e, até mesmo, o ridículo Zeferino Boal tivessem ficado a décimas da eleição, se mantinham a mesma interesseira dignidade que agora apresentam. Especialmente, se estivessem convictos que o processo tinha sido pouco claro.
SL

Daniel disse...

Não quero acreditar que os que me diziam que não devia apostar no Bruno tinham razão!

Durante a campanha fui tendo menos certezas. Não pela contra-informação que foi surgindo, pois a essa sou imune. Mas pela postura cada vez mais arrogante que o Bruno ia assumindo nos debates e entervistas, o que me fazia despertar incertezas quanto ao seu posicionamento de futuro, que se pretendia de consenso e de aglomeração da família sportinguista. Quem esteve na sua sessão de esclarecimento em Alvalade, em que ele estava rodeado dos “seus”, sabe bem a que me refiro.

Na noite das eleições, e apesar do choque que teve com a sua não (mais que certa na mente de muitos) eleição, teve uma postura que me agradou bastante, acalmando os seus apoiantes e as suas atitudes selváticas.

Era o momento da reviravolta. Da união da nossa família, pensei eu.

No Domingo começou a borrar a pintura.

Apareceu em tudo o que era jornal televisivo, a lançar suspeitas para o processo eleitoral, depois de ter perdido. O “depois de ter perdido” é aqui colocado com grande importância. E , mais grave, apenas com suspeitas…

Durante todo o dia da votação, tudo decorreu com grande elevação e sportinguismo. Aliás, foi um grande dia que todos os que estiveram no Alvalade XXI puderam testemunhar. Não seria justo se não desse os parabéns ao nosso SPORTING CLUBE DE PORTUGAL pela forma como foi gerido todo o processo: as sessões de esclarecimentos com transmissões online excelentes, a gestão dos votantes e fila, a abertura do estádio para quem não nos visita com frequência, a colocação estratégica do merchandising e angariação de sócios, os painéis de informação,… tudo muito bem!

Apenas no momento da divulgação de resultados, é que afinal estava tudo mal: a contagem, a cor dos papéis, a nãop identificação dos votos nos mesmos, a não estanquicidade das filas, a possibilidade de um sócio não colocar todos os papéis e levar um para casa, o local onde se guardou os votos depois de contados, a forma de os guardar, a votação de correspondentes (que até votaram no nosso Bruno), a constituição dos cadernos, a situação ridícula de termos órgãos sociais de listas diferentes, o resultado divulgado do total de sócios que entraram no Hall VIP pela porta “normal”, a constituição da MAG, a distribuição de votos por antiguidade de sócios, a não existência de segunda volta, a seriedade dos funcionários do SPORTING CLUBE DE PORTUGAL, as palavras do “sempre presente e com muita vontade de falar” Rogério Alves,…

Claro que, ninguém no seu perfeito juízo, concordará que o processo é o mais correcto. Tem falhas. Muitas. Mas são as mesmas para todos os candidatos, não prejudicando apenas os que não ganham. E, ao contrário de quem só agora pensou no assunto, muitos de nós conhece estas falhas há muitos anos. E sabemos também que, o último CD, concluiu uma proposta para alteração dos estatutos que visa melhorar a maioria destes pontos. Não foi apresentada mas está conncluída. Certamente agora terá muitos mais apoiantes pois, como muitos de vós talvez não saibam, este assunto já esteve em votação em AGs anteriores. Até tenho vergonha de dizer quantos sócios lá estiveram.

(continua...)

Daniel disse...

(continuação)

Vir agora, conhecendo todas estas limitações do sistema actual, impugnar os resultados da votação é, no mínimo, uma falta de respeito por nós, sócios do SPORTING CLUBE DE PORTUGAL. Se dúvidas houvesse, estas deviam ter sido apresentadas pelos Delegados da Lista C no momento oportuno, fazendo-se ouvir junto do PMAG, e registando-as em acta. O PMAG disse não haver condições de segurança (e diria eu, de disponibilidade física e mental) para a eventualidade por estes apresentada de recontagem. Então os senhores Delegados deveriam ter insistido. Debatiam-se. Mas não, ficaram-se. Foram incompetentes! Repito…. Foram incompetentes!! E isto é tanto mais grave, sabendo que esses dois Delegados, até ganharam (!!) pois fazem parte da Lista de Eduardo Barroso. Vamos agora suspeitar do seu comportamento que, não defendeu minimamente os interesses da Lista C? Será que como ganharam não estiveram para se chatear? (quem defende a conspiração actual pode juntar mais esta peça à teia que se andou a montar desde Domingo).

Neste momento meus caros, lamento. Não me parece que a melhor solução seja montar guerra. Guerra essa que terá, independentemente de quem a ganhar, terá SEMPRE um perdedor: o SPORTING CLUBE DE PORTUGAL!!

Isto não pode acontecer!! Temos de começar a reorganizar a nossa vida e a preparar a próxima época. Uma impugnação vai nos atirar para o chão com toda a força. Vai tudo parar e não vamos ter tempo de nos prepararmos. Ninguém ganha!

É por isso, e por não conhecer outra forma de chegar à sua razão que lhe peço: Caro Bruno, defenda o nosso SPORTING CLUBE DE PORTUGAL. Perdeu esta batalha. Mas cá estará no caso desta Direcção não se mostrar competente. E terá, certamente uma maioria, que lhe permitirá mostrar todo o sportinguismo. Para tal, bastará que se coloque do nosso lado, do lado do SPORTING CLUBE DE PORTUGAL! Não apenas em palavras, mas em actos!

Só espero que não seja verdade que não esteja na reunião de candidatos agendada para hoje para se falar da auditoria. O mesmo com o Dias Ferreira. Independentemente do tema das eleições, é algo que todos defendemos e como tal, é uma acção independente da Direcção. Têm de mostrar elevação e estar todos unidas na escolha dos métodos, do timming e da equipa que a vai fazer. Não podemos correr o risco de não haver consenso.

Tem outras boas ideias? Apresente-as à Direcção. Encoste-os! Pode trabalhar para os que acreditaram em si, mostrando aos restantes que tinha razão! Que é um homem em quem podemos confiar e que estará pronto para um dia ocupar o seu lugar na história do SPORTING CLUBE DE PORTUGAL! Faça-o da melhor maneira!

Bruno, não participar e não contribuir neste momento é um grande tiro nos pés que eu duvido que os sportinguistas alguma vez lhe perdoem.

Saudações leoninas.

Jose Alvalade disse...

Vou falar pela ultima vez nas eleições:
1º- Acho que houve alguem; talvez po PMAG em exercicio no acto eleitoral, que corrobora o que aqui disseram. O BC não perdeu por causa das mesas com mais votos, mas nas mesas de votos intermedios (10 e 13).
2º- Acho que o BC perdeu muitos votos para DF e foi isso que lhe custou a eleção. Tanto que muitos apoiantes de Bc queriam uma aliança com DF. Eles perceberam que iam perder muitos votos ali. E perderam, sobretudo depois de DF desmascarar o Fundo Russo.
3º - O que a Dona Catarina fez foi de uma profunda desonestidade intelectual e sobretudo sportinguista. Nenhum sportinguista digno se pode rever naquela atitude. Não iria tão longe como já li aqui: Expulsão. Que até pode acontecer de acordo com os Estatutos, mas sou contra isso. Contudo deveria ser penalizada e não poder votar no proximo acto eleitoral.



Andre: O BC abriu um site na altura do Centenário e pelo que soube tentou fazer uma parceria com o clube, mas algo correu mal e apartir dai houve uma guerrilha entre o BC e o FSF.
Aliás o site até está muito completo e bom, mas o problema foi começar a ter alguns artigos de opinião de indole duvidosa.
falo do que sei porque acompanhei esses episodios
http://www.centenariosporting.com/

felipe.carvalho disse...

Ainda não percebi porque mudaste assim tanto. Há uns tempos atras defendias o Bruno e criticavas o Lopes, agora o Lopes já é um deus e o Bruno um diabo. O que faz um tacho, não é revisor?? Alias de revisor não tens nada. Es mais do genero de Leão Aproveitador.

manuelim_s disse...

Ó José Alvalade, o que é que queres dizer com "...perderam, sobretudo depois de DF desmascarar o Fundo Russo" - Essa não compreendi. Explica-me: O que 'e que ele desmascarou?

Agradeço a tua resposta.

manuelim_s disse...

Os números batem certo.

Não havia sacos do lixo para depositar votos a circular de sala em sala.

Nenhum sócio viu isso.

Os boletins não utilizados não estavam em cima de mesa nas contagens.

Nenhum sócio viu isso, nem há imagens que comprovem.

Os números batem todos certos uns com os outros e não há qualquer indício de que se tenham depositado, depois, mais 2500 votos.

O presidente da AG não pediu aos sócios para saírem do Hall Vip.

O presidente da AG da SAD, logo a seguir, não felicitou Bruno de Carvalho.

Nenhuma televisão filmou isso.

Quando os sócios já estavam cá fora sem possibilidade de entrar nas instalações do Clube, quando Bruno já tinha sido felicitado por Rogério Alves, não houve nenhuma inversão dos dados.

As sondagens não estavam todas erradas.

É natural que os sócios tenham preferido Barroso a Rogério Alves para a AG, porque os sócios não queriam a continuidade.

De repente, não surgiram mais de 2500 votos fantasma.

É normal demorar 8 horas a contar 14.000 boletins de votantes.

E é também normal haver uma enorme discrepância de ( 800) votos brancos entre órgãos sociais.

Como também é normal deixar os votos “selados” em sacos de lixo, de plástico, numa sala onde têm acesso seis pessoas.

Não houve nenhuma troca de mensagens que aponta no sentido de existência de fraude eleitoral.

E é vulgar que todos tenham os telemóveis desligados, não havendo informação a sair para os apoiantes das candidaturas.

Aliás, é e sempre foi assim, em todo o tipo de eleições.

Os Estatutos do Sporting admitem a possibilidade de empossar um presidente à pressa, numa sala de portas fechadas onde era proibida a presença dos sócios.

A culpa é da comunicação social.

Enganaram-se todos, esses malandros.

Ninguém recebeu instruções para impedir que a comunicação social filmasse o que se passou, dentro e fora das instalações do estádio.

Não foram atirados petardos, garrafas e pedras contra os órgãos da comunicação social por parte de elementos de uma claque, perfeitamente identificados ou, pelo menos, identificáveis.

Fernando Mendes, líder da Juventude Leonina, não forçou a entrada na sala onde se contavam os votos sem se identificar, para agredir um companheiro de claque, que esteve preso durante cinco anos.

E, a propósito, ninguém está à venda.

Houve sempre igualdade de tratamento.

Houve isenção por parte de todos os funcionários.

E todas as pessoas que votaram, podiam tê-lo feito.

Um acto eleitoral calmo e limpinho, portanto.

E, naquele Hall Vip, onde as pessoas votavam e ao tempo em que o faziam, não estava gente permanentemente a fazer campanha, baralhando os sócios com novas calúnias e difamações.

Não valeu tudo para impor um presidente aos sportinguistas.

E o que se diz, nos jornais, corresponde tudo à realidade.

Realidade, depois de "afinada", pois claro!

As manifestações pacíficas que se têm realizado contra o que se passou não são espontâneas, são de pessoas que não gostam do Sporting ou que estão organizadas em claques.

Não há razões para revolta.

Aliás, não há mesmo nenhuma revolta nem nos adeptos "não alinhados" nem nas próprias estruturas directivas dos núcleos do Clube.

Está tudo calmo e conformado, uma verdadeira festa.

Por esse motivo, faz sentido que Pedro Baltazar, Dias Ferreira, Abrantes Mendes e os seus apoiantes continuem em silêncio, remetendo a decisão para o candidato que conseguiu ter, apesar de todas as “condicionantes”, mais 1500 votantes que o candidato vencedor.

Faz todo o sentido que se parta para os tribunais pois a Justiça funciona rapidamente e, desse modo, impedir-se-á atempadamente a tomada de decisões que trazem compromissos que o Sporting deixou de poder pagar, como o endividamento e a celebração de contratos que vinculam o Clube.

Continuemos todos em silêncio porque nada se passou. Rigorosamente nada.

Até pela defesa dos sócios e do prestígio que marcam a diferença desta grande Instituição, não façamos rigorosamente nada!

Filipe disse...

Leão Revisor, deixa que te faça uma pergunta, pela primeira vez. O que te indigna, que haja ou nao legalidade ou que te acabem com um qualquer tacho que possas vir a ter ( ou tens ) por ter alguem como GL na frente? É porque qualquer pessoa que tenha votado sabe que houve ilegalidades. Eu VI, um rapaz a votar ( ou a tentar ), e a dizerem que ele já tinha votado. Tiveram a lata de lhe dizer que o voto dele nao fazia diferença. Mas estamos onde? Pais de terceiro mundo? E afinal, importa se é GL ou BDC ou interessa que haja legalidade e transparencia?

Sócio 15510 disse...

manuelim-s,
você diz tantos disparates que mais parece um comediante. Vou só referir 2 como exemplo.
- 14.000 boletins? foram 14.619 votantes vezes 4 orgãos, ora isto, talvez, perguntei a uma criança e ... mais de 60.000 boletins...
- 8 horas para contar votos. Ora começou a contagem às 21:00 (as mesas fecharam às 20:30) e os funcionários fizeram uma pausa depois de 12 horas de trabalho, acabou a contagem dos boletins às 04:00, à 01:00 houve mudança de hora para as 02:00, oooppssss afinal a contagem dos 60.000boletins demorou seis horas.
Você certamente faria melhor.

d'Souza7 disse...

Eu nao acrescento nada às opiniões aqui dos Sócios/adeptos/colegas, mas ó Leão Revisor:

no outro dia disse-te que eras mais um motivo para a divisão dos adeptos. Sendo este o espaço web mais visitado pelos leitores sportinguistas devias ter tento na lingua, cuidado com o que escreves.

No final riste-te qd te acusei disso mesmo, agora olha ao espelho, repara no reflexo dos teus "posts" e diz para ti mesmo se fazes um bom serviço ao Sporting Clube de Portugal!

Devias ser despedido do Sporting, do Fonte segura e usares essa tua linguagem divisória nos comments nunca nos posts!

És um palhaço que ajuda à desgraça em que nos encontramos!

Vê se te mancas e usas o teu poder para resfriar os animos (em vez de os atiçar), e és imparcial, apenas informas em vez de dares a tua opinão (muitas vezes infantil!)

SL