segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

O Próximo Presidente

O periodo para formalizar candidaturas vai ser pequeno ao que parece, com eleições no inicio de Março, as candidaturas vão ter que ser entregues ainda neste Mês.
Em primeiro lugar acho que para bem do clube só deveria de haver 2 candidatos, se o que se pretende é uma uma boa troca de ideias, para mim quanto menos candidatos melhor para esta tal troca de ideias.
De certeza que vamos ver os candidatos a dizer maravilhas das modalidades, que vão dizer que o SCP tem que lutar para ser campeão, que o vai ser brevemente e que fará tudo para isso acontecer. Vão apresentar mil medidas básicas que já se fazem e mas para poderem dizer que apresentaram um projecto com um grande numero de medidas que lhe levou muito tempo a elaborar. Eventualmente podem surgir milhões para reforços do plantel ou mesmo nomes de jogadores.
Depois vamos andar a fazer a comparação entre os nomes para o futebol das listas e a parte desportiva fica por aqui.
Financeiramente é que vai haver as grandes diferenças, presumo que, seja ele qual for um candidato terá como parceiro os bancos e vai apresentar uma solução para o financiamento do clube e para a sua regular subsistência, e haverá pelo menos um candidato que não quererá o apoio da banca e nem o terá e que previsivelmente irá apresentar outra forma de financiamento.
Quando começo o Post a dizer que preferencialmente so devia haver duas candidaturas, é porque não acredito que existam mais do que 2 soluções financeiras, o habitual tem sido haver apenas 1, duas já será um aumento das opções.
Posso estar bastante enganado mas será sobre isto as conversas nos próximos 45 dias
Saudações Leoninas

24 comentários:

Lionheart disse...

Antes de saber como vão financiar, vão financiar o QUÊ? Com que equipa na SAD? Com que objectivo? Qual é o projecto para o futebol? O financiamento é um meio para, não é o fim.

leao revisor disse...

Lionheart

Meu caro diz bem, financiamento é um meio e não o fim. Neste momento o financiamento é para não fechares portas.

Depois será para o que os candidatos quiserem. Mais se quiseres lutar por títulos, menos se quiseres andar pelo 3º lugar.

Simples.

5 Junho disse...

A dirença não está meramente nas solucoes , está na competencia e politiva desportiva a ser colocada em prática.

É a diferença de rebentarmos 100 milhoes em dois ano , ou apresentarmos contas minimamente sustentáveis....com cash flows semelhantes.

Essa é a diferença. Da competencia. O que separa o sucesso do insucesso.

Ricardo disse...

A demissão de todos os orgãos sociais é uma excelente saída deste lamaçal em que ninguém ficou bem na fotografia

marco zapater disse...

LR,
Ainda não percebi qual é a sua embirração para com o Bruno de Carvalho e a sua suposta solução financeira.
Ou acha que a solução GL/Bes que já esturraram 100 milhões em nada que se visse é que é a melhor???

Endhoscopy disse...

Este é o momento fundamental para o Sporting definir o seu futuro. Na minha opinião, antes de falar em engenharias financeiras, o clube tem de ir procurar os seus adeptos, abandonar o palanque das elites e compreender que a nossa dimensão é NACIONAL.

Isto não é ceder ao populismo, é simplesmente abraçar a enorme massa adepta que sempre definiu o clube. Massa que tem sido ignorada por sucessivos presidentes (neste campo, GL até compreendeu essa necessidade).

Enquanto o SCP não recuperar, pelo menos, 100 000 sócios pagantes será muito difícil preencher o seu potencial económico (ainda por cima agora, que a dimensão patrimonial do clube está exaurida).

A segunda condição está na capacidade e na solidez dos corpos sociais. Aqui residiu o principal erro de GL, quis garantir umas eleições angariando notáveis, negligenciando princípios básicos de cumplicidade e solidariedade.

Nesse campo, apesar de concorda com a necessidade de existirem menos listas, ao menos que sejam criadas com verdadeiro sentido de clube.

Em termos de gestão desportiva, o próximo presidente deve compreender que o treinador em que confiar deve ser, forçosamente, aposta para TODO o mandato. Aliás, aqui estará uma parte importante e decisiva das próximas eleições.

Se eu mandasse, escolheria, desde já a continuidade de Jesualdo, por dois motivos diferentes. Primeiro, há um longo caminho a percorrer até chegarmos ao patamar dos nossos rivais. Segundo, não vejo nenhum treinador que, de caras, dê mais garantias que Jesualdo.

Infelizmente, tenho dúvidas que este consenso seja possível. Jesualdo deveria, dentro do possível, manter-se concentrado na sua tarefa,evitando pronunciar-se sobre os problemas que assolam o clube.

Jogadores. Pela saúde financeira do clube, é óbvio que não se deverá embarcar numa conversa de milhões. A base do nosso futuro plantel deverá ser 70% do actual, 10% proveniente dos B's e dois ou três reforços inquestionáveis.

5 Junho disse...

Endhoscopy concordo consigo em 90% mas....o jesualdo não. O lampião , coberto da banha da cobra do pinto da costa é para ser corrido o mais rápido possivel. Era manda-lo embora com um lacinho no dia que garantisse a ...manutenção ! De resto o seu papel de manager neste mes ...foi épico !

Mourinho definiu-o bem...um burro que nunca chegou a cavalo.

jcnaguiar disse...

Sinceramente acredito que ainda vamos ter mais candidaturas do que o ano passado e isso vai demonstrar o quao divididos estamos, continuamos apeteciveis sim, mas apenas para tirar dividendos pessoais. quem vier para se candidatar nao poderá vir com a bandeira de que quer ser campeão nos proximos 3 anos, isto é um pensamento mais do que errado até pq neste momento nao temos condições para isso, terá sempre de haver com uma recuperação do clube, dos seus valores e dos seus sócios.

Endhoscopy disse...

5 de Junho

Compreendo a tua posição tb não gostei de alguma colagem de JL a GL (embora seja compreensível).

Importa, sobretudo, termos um nome sólido. Que exista uma confiança total entre o futuro presidente e o seu treinador. E, claro, que o treinador possua um perfil adequado aos pergaminhos do clube.

No fundo, esta problemática recai noutra figura que será fundamental: o manager (ou qqer outro nome que se lhe queiram dar).

T1 disse...

o que também deveria ser estudado é que nao basta financiamento para nos aproximarmos dos rivais..

em 2 anos esturrámos 100 milhoes, passámos a ter custos com pessoal semelhantes por exemplo ao slb...

estamos melhor? estamos ao nivel?

então é porque o dinheiro foi mal empregue... e os jogadores nao rendem aquilo que recebem, portanto haver mais ou menos financiamento nem é chave, chave é investi-lo bem...

em 3 jogos com o rio ave perdemos os 3, em 2 com o guimaraes mai spobre dos ultimos 10 anos, empatamos os 2 jogos, coincidências? não! coerªencia, fraca mas coerente...

Mike Portugal disse...

"haverá pelo menos um candidato que não quererá o apoio da banca e nem o terá e que previsivelmente irá apresentar outra forma de financiamento."

Estás a brincar, certo?
Achas que a banca não vai cobrar o que o SCP lhes deve?

Qualquer candidato terá que se entender com a banca se quiser ter dinheiro para a sustentabilidade do clube. o SCP deve milhões à banca e eles não vão libertar a divida só porque sim.

leao revisor disse...

Mike Portugal

Não será necessariamente assim. Quem lhe diz que um candidato não apresenta um plano que não precise do BES/BCP?

T1

Estás enganado no que se refere a investimentos (custo com pessoa + contratações). E mesmo que tivesses certo o nosso investimento durou ano e meio... dos outros para terem sucesso durou 5 anos.

jcnaguiar

Para mim isso será mau. Quanto à visão que têm para o futuro do clube isso será os sócios a decidir.

endhocospy

Na teoria isso é verdade, espero que na pratica também o seja.

Marco Zapater

Não tenho nada contra o homem. Tenho sim contra aquilo que ele diz.

luis silva disse...

Seja que nome for o presidente, deveria ganhar aquele que disser a verdade durante a campanha. E qual é a verdade? Que durante 1 ou 2 mandatos vamos ter também o nosso plano de austeridade e viver com muito menos agora. E isso resume-se a apostar na formação e nos bons jogadores que também existem na primeira liga. Tudo isto com o objectivo único de ir às competições europeias e tentar ganhar a taça de portugal.
Mas naturalmente quem diz a verdade não ganha eleições por isso, apenas há que pedir um próximo presidente que perceba de futebol, porque o sucesso financeiro vem logo a seguir ao desportivo e diga-se que artistas que percebem de números já temos tido muitos ultimamente com os brilhantes resultados que temos visto.
SL

Endhoscopy disse...

LR

As próximas semanas serão frenéticas na formação das listas que irão disputar as eleições.

Nesse contexto,não será fácil "segurar" JL como treinador de futuro em Alvalade.

Se alguma lista lhe "pega" isoladamente, ver-se-á associada aos resultados do futebol - algo que no momento tem o seu quê de suicida.

A alternativa seria um "pacto de regime" em torno dele. Algo que também não é fácil imaginar.

Para quem queira ser Presidente, será sempre mais fácil encontrar um nome "novo", distanciando-se da actual estrutura.

Endhoscopy disse...

Luís Silva

É fácil fazermos colagem entre o que se passa com o nosso clube e a situação do país.

Mas são circunstância muito diferentes. O Sporting tem entregue o seu destino a uma determinada clique sem o mínimo de capacidade para o cargo.

Esse elitismo estéril redundou não só em péssimos desempenhos desportivos como, principalmente, num terrível distanciamento entre a massa adepta e o clube.

Como já disse atrás, um clube como o Sporting tem de ter o dobro ou o triplo de associados. E só não tem esses números porque um Sporting mais participado não permitiria a manutenção da clique ad eternum.

Aliás, o "fenómeno" BdC nasce duma evidência que muitos tentam negar: foi,de longe, o candidato mais votado nas últimas eleições.

Mas é verdade, batemos no fundo. O pior que pode acontecer a partir daqui só se for o desaparecimento total do clube. Isso é uma realidade perfeitamente possível, especialmente se o clube não abraçar, de novo, a sua massa adepta.

Unknown disse...

JL como treinador de futuro em Alvalade? Quem é este?

Unknown disse...

Muito bem Luis Silva devolver o Sporting aos sócios/adeptos é o que urge fazer!

Nuno Bispo disse...

Percebo a intenção de querer ostracizar uma eventual candidatura de algum “desalinhado”, do relacionamento ( ou como diz… “apoio” ) com a banca. Não colhe, como é óbvio. Sendo o Sporting um Grande Devedor, a banca terá que continuar a trabalhar em soluções que de facto tornem a divida sustentável e não haverá qualquer candidato que fuja dessa parceria. Não tenho dúvidas que os bancos querem alguém (novamente ) manipulável. Não quer dizer que o tenham ou que isso sirva os seus próprios interesses.

Os “manipuláveis”, afinal, aumentaram o défice de laboração da SAD, aumentaram a dívida, recorrendo com as calças nas mãos a mais descobertos e contas caucionadas para esconder a incapacidade para gerir o clube. Nenhum dos interesses foi defendido. Do Sporting e dos bancos.
Quanto ao que aí vem, veremos. É muito cedo. Sei que há quem não se desvie do circulo situacionista, quanto mais não seja porque não há a humildade para reconhecer erros grosseiros de análise. Há quem feche os olhos à mediocridade e à fraqueza de espirito, mesmo quando lhes batem de frente.

Muita coisas se alterou ( e quase tudo para pior ), relativamente a março de 2011. Exigem-se ideias diferentes, agora.

Unknown disse...

Temos é que cortar definitivamente com a linha seguida nestes ultimos 18 anos!

Lagarto disse...

Subscrevo o post em tudo, acrescento ainda que esta demissão em bloco é a melhor saída para o clube e só peca por tardia por todos os orgãos:
CD - Nem devia ter começado
MAG - O Eduardo Barroso (que até simpatizo com ele enquanto adepto) foi um boomerang todo o mandato, não sabia ficar calado, quando abria a boca só saía merda, ora estava a favor ora contra a direcção.
CF - Nem devia ter continuado, boa parte da responsabilidade do caos financeiro do clube ao ongo destes anos tem de passar por estes senhores, isto não são contas que se apresentem, tem de existir mais critério e autoridade, senão estão lá a fazer o quê?
CL - Um grupo de espantalhos sem utilidade nenhuma, falava-se dos custos da AG, sempre gostava de saber qual o custo de todas as reuniões deste orgão ao longo de um ano, nem que seja em garrafas de água.
A cereja em cima do bolo seria o Rui Oliveira e Costa e o Eduardo Barroso aproveitavam a deixa e deixavam também as suas funções de paineleiros televisivos...

Espero que após estas eleições tenhamos um Sporting renovado e unido. Seja qual for o presidente teremos de ter q.b. de exigência e serenidade e ser a sua oposição construtiva dia a dia, temos de deixar o conformismo, também não poderemos acrescentar ao nosso cemitério os presidentes. SL

Marco disse...

Off tópic
Li algures no Twitter que no facebook existe um grupo chamado de Sporting Leaks. Fiz uma pesquisa e não encontrei nada. Não sei se é uma informação verdadeira, mas quem souber poderá disponibilizar o link aqui? Onde li no Twitter falava lá em coisas e informações ocultas interessantes. Quem souber partilhe o link,

pedro cunha batista disse...

Um representante do Movimento Dar Rumo ao Sporting, estará hoje na RTP informação as 23h30.

tiscp disse...

Tambe concordo com o devolver do Sporting aos socios e adeptos, foi algo que foi tentado pela presente direcção mas tambem isso falhou.

A questão do treinador é essencial, tendo o novo presidente que garantir as condições para que o mesmo o seja para o mandato, tal como o dd ou manager.

Outra coisa essencial sera a constituição da lista da direcção, tera que ser uma lista em que o projecto seja comum, com pessoas disponiveis para abraçar em exclusividade e durante todo o mandato.

Não podemos voltar a constituir listas como esta direcçãque se tratou de um sacos de gatos selvagens que se juntaram apenas para vencer as eleições e onde não existia unanimidade em relação às posiçoes do clube. Tem que acabar os pavões, que estão disponiveis no inicio mas apos qualquer incidente são os primeiros a roer a corda. Quem vier tem que vir de corpo e alma, do presidente, ao treinador, dd até ao secretário.
E obrigatorio construir uma estrutura no cube, forte e coesa.

vitor disse...

Nem eu podia pensar que uma derrota eleitoral de Rogério Alves podia trazer o SCP até aqui! Quando um PMAG acha que tem que ser informado sobre tudo... Basta lembrar o comportamento do anterior PMAG - no mandato daquele que foi apelidado na altura como o pior presidente do SCP - Dias Ferreira, de certeza também ele crítico!

Chegados aqui e depois da última encenação da MAG, aplaudo o bom senso e o esforço no sentido da pacificação do clube, do vice Aureliano Neves e do vogal mais comedido da MAG, Luis Natário! E quando o clube não pode funcionar o melhor mesmo foi o acordo para a renúncia em bloco dos órgãos sociais!

Ainda ontem se voltou a ver quem é que pôs sempre o clube em 1º lugar, ao dar o exemplo com um mea culpa! Claro quem quem chegou a pensar na possibilidade de uma AGE - que a acontecer algum dia fazia com que desaparecessem num ápice todos os que sempre reclamaram a sua responsabilidade - ainda deve ter visto o mea culpa como um sinal de fraqueza...

SL